Saga Crepúsculo: A geração romântica

O site da revista Veja fez uma matéria sobre os filmes da Saga Crepúsculo falando como seus filmes trazem o romance de volta as telas e sobre como os livros se tornaram um fenômeno mundial. Confiram!

Por trás do sucesso de Crepúsculo não está nem a boa literatura nem a qualidade dos filmes – que agradam só ao público a que se dirigem. O pulo do gato da autora Stephenie Meyer foi combinar, de maneira muito eficaz para consumo adolescente, os principais elementos da tradição romântica: o amor devotado e imortal, que atravessa tormentas e não precisa se consumar no sexo; o homem que protege, salva, cuida, espera… Está tudo ali, para ler e ser visto, com força suficiente para libertar o romantismo de uma geração de adolescentes que aparentemente (e só aparentemente) parecia desprezá-lo. Leia mais…

5 comentários em “Saga Crepúsculo: A geração romântica

  1. Acho que todas as mulheres românticas, jovens ou mais velhas, solteiras ou casadas, não importa, gostariam de encontrar um Edward em sua vida.

  2. O amor não tem idade.Tem desejos,sentimentos e realização.

  3. Não só as jovens…as mais velhas também mantém esse sonho e apesar de já ter alguém , sonha com o seu vampiro encantado…afinal ninguém pode nos tirar o direito de sonhar…

  4. No fundo o que toda jovem quer é encontrar um Edward que a ame acima de tudo…afinal qual o sentido de ficar com alguém sem amor, sem respeito e sem confiança? love Edward forever!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo