Habemus trilha sonora! O sul-coreano Jung Jae-il será o compositor da trilha de Mickey7, filme estrelado por Robert Pattinson e dirigido pelo diretor  Bong Joon-ho. Jung é responsável pela trilha sonora dos filmes Okja e Parasita, ambos dirigidos por Bong Joon-ho e também pela trilha da série da Netflix, Round 6. A notícia é do MovieScore Wire:


Na tarde dessa terça-feira o DEADLINE alegrou os corações de todos nós, cidadãos da alagada Gotham City! Em matéria exclusiva, o site informou que Matt Reeves, diretor de The Batman, já está com total liberdade para expandir seu BatVerso em uma sequencia de The Batman e séries derivadas confirmadas pelos executivos da Warner! O RPBR traduziu a matéria, que está recheada de informações e declarações exclusivas, além da informação mais importante: VAI TER BATTINSON SIM!

Confira:

A Warner Bros está apostando tudo no diretor de The Batman, Matt Reeves, e sua produtora 6th & Idaho. Ele se tornou o primeiro cineasta a receber um acordo geral de prioridade desde que os co-presidentes/CEOs da Warner Bros Pictures Group, Michael De Luca e Pamela Abdy, foram contratados pelo chefe da Warner Bros. Discovery, David Zaslav, para dirigir a divisão de filmes. Além disso, Reeves voltou a trabalhar com o Warner Bros. Television Group e com o presidente Channing Dungey, onde também está trabalhando na série spin-off de The Batman, The Penguin, com Colin Farrell.

(…) Reeves está dedicando tanto tempo em projetos de cinema e TV relacionados à franquia The Batman que fez todo o sentido para ele chamar a Warner Bros de lar com prioridade por vários anos. De Luca e Abdy esperam vê-lo se tornar o tipo de cineasta fundamental que Todd Phillips (The Hangover e Joker), e Clint Eastwood sempre foram no estúdio.

“Fazer deste lendário estúdio minha casa é um sonho”, disse Reeves em um comunicado. “Estou muito empolgado por trabalhar com Mike, Pam e Channing e nossas equipes para trazer histórias cativantes pelas quais sou verdadeiramente apaixonado para o cinema e a TV.”

Sob os termos do acordo do filme, as divisões de produção do Warner Bros. Pictures Group – Warner Bros. Pictures, New Line Cinema, Warner Animation Group e DC-based Films – terão direitos de prioridade sobre o trabalho de Reeves como escritor, diretor e /ou produtor. Reeves está atualmente de volta ao trabalho na sequência de The Batman, co-escrevendo com Mattson Tomlin a segunda parte dessa ressuscitação da DC que atraiu ótimas críticas e um bom faturamento global de US $770 milhões. Robert Pattinson está de volta para a sequência como o personagem-título.

“Pam e eu herdamos com gratidão o relacionamento com Matt e The Batman e durante os estágios iniciais do planejamento da série The Penguin para HBO Max”, disse De Luca ao Deadline. “Ficamos empolgados em fechar o acordo geral porque é a pedra principal no que queremos fazer com os cineastas que estão trabalhando no estúdio. Queremos criar uma atmosfera onde todos esses cineastas possam se destacar e fazer seu trabalho e ficar conosco quando estiverem dentro da família Warners. Manter Matt e criar um lar para ele fazer mais projetos no universo Batman, mas também originais, foi muito importante para nós.”

O 6th & Idaho re-up com a Warner Bros. Television Group vem como um início de produção para The Penguin, com Colin Farrell reprisando seu papel de Oswald Cobblepot para HBO Max. Há também uma série Batman Arkham em discussão:

“Matt é uma das mentes mais imaginativas e criativas do ramo”, disse Channing Dungey, presidente do Warner Bros. Television Group. “Estamos ansiosos para continuar nossa parceria com a maravilhosa equipe 6th & Idaho e expandir o mundo que Matt tão artisticamente criou com o filme The Batman através de nossa próxima série The Penguin.”
“Alguém como Matt, vamos comprar para ele o que ele quiser fazer”, disse De Luca “Estamos investindo em qualquer coisa que Matt sinta vontade de fazer, no universo Batman e outros. Ele tem liberdade para ir aonde quer que seus interesses o levem. Vamos nos apoiar no que Matt quiser fazer.”

Fonte: Deadline | Tradução: Amanda Gramazio – RPBR


Na noite do dia 3 de agosto, Robert Pattinson compareceu à after-party da premiere da série da Netflix, “The Sandman”, em Londres, para apoiar seu melhor amigo, Tom Sturridge, que estrela como personagem principal. Confira fotos e relatos de fãs que o encontraram no evento:


x OUTROS > FÃS > 2022 > (03/08) NA AFTER-PARTY DE THE SANDMAN EM LONDRES

Lembrando que Robert Pattinson já está na Inglaterra para as filmagens de seu mais novo filme “Mickey7”.

A primeira temporada de “The Sandman” já está disponível na Netflix.


Na última sexta-feira, 13 de maio, Robert Pattinson completou 36 anos de vida! O ator comemorou ao lado de sua namorada, seus amigos e também de seus co-stars de “The Batman”, no pub/restaurante The Flower Shop, em Nova York. Não foram permitidas fotos no evento, porém alguns takes foram compartilhados nas redes sociais. O ator esteve em NY para apoiar sua namorada, a atriz, modelo e cantora, Suki Waterhouse, que fez um show na cidade.


x OUTROS > FÃS > 2022 > (13/05) COMEMORANDO SEU ANIVERSÁRIO DE 36 ANOS EM NOVA YORK


A MTV divulgou a lista dos indicados ao MTV Movie & TV Awards de 2022 e Robert Pattinson e ‘The Batman’ foram indicados em algumas categorias!

Melhor Filme – The Batman
Melhor Performance em Filme – Robert Pattinson
Melhor Vilão – Colin Farrel
Melhor Beijo – Robert Pattinson & Zoë Kravitz

Para votar, basta clicar aqui, logar com sua rede social preferida e depositar 20 votos em cada categoria, 1 vez ao dia. Vale lembrar que esta poderá ser a primeira vez que um filme de super herói vence a categoria de ‘Melhor Beijo’ desde Homem-Aranha (2003).

A votação ocorre até 18 de maio e a premiação acontece em 5 de Junho, em Santa Bárbara, na Califórnia. A presença de Robert Pattinson não foi confirmada.


As filmagens de ‘The Batman’ aconteceram nos estúdios da Warner Bros na Inglaterra, que eram compartilhados com vários filmes, incluindo a terceira parte da franquia ‘Animais Fantásticos’, estrelada pelo amigo de longa data de Rob, Eddie Redmayne. Durante a divulgação do filme, Robert contou sobre a vez em que estava na academia dos estúdios – também compartilhada – e iniciou uma pequena competição com Redmayne, que se sentiu intimidado e deixou o local logo depois (confira legendado abaixo). Recentemente, Redmayne esteve em um talk show para divulgar seu filme ‘Os Segredos de Dumbledore’, e mencionou sobre este dia, e contou mais sobre quando morou junto com Rob e o ‘britpack’ (Andrew Garfield, Jamie Dornan e Charlie Cox) em Los Angeles, no início da carreira.

Eddie Redmayne falou sobre quando morou em LA com Robert Pattinson, Andrew Garfield, Jamie Dornan e Charlie Cox :

“Nenhum de nós tinha emprego e de repente alguém conseguia um emprego e o resto de nós apenas sentava e jogava ping-pong”

Eddie disse que viu o Jamie Dornan reclamando recentemente sobre o fato de na época de Crepúsculo todo mundo só olhar pro Robert e ele ironizou dizendo “Olhe pra mim, cara! Jamie tem um tanquinho, fotografou para a Calvin Klein, apareceu em outdoors em Nova York”

O Eddie comentou sobre Rob ter dito que ele ia melhor nas audições “Nós éramos muito amigos, mas cada um de nós tinha uma técnica diferente nas audições. Rob e Tom (Sturridge) sempre faziam completamente o oposto do que a cena pedia”

Eddie Redmayne disse que um dia foi treinar na academia compartilhada nos estúdios da Warner Bros na Inglaterra e Rob estava lá fazendo os exercícios mais extraordinários que ele já viu. Ele estava fisicamente enorme e tinha um rabo de cavalo masculino. Ele ficou por lá durante 10 minutos.

Ele disse que eram tipo 5 da manhã, estava no seu primeiro peso e Rob estava num treino bem hardcore. Foi brilhante ver a transformação do Rob, porque ele mudou muito fisicamente!

“Ele se transformou completamente. Tive muita sorte de vê-lo porque #Batman é tão brilhante. Eu me senti muito sortudo em ver o seu comprometimento”.


No dia 30 de março, quarta-feira, Robert Pattinson foi visto deixando um jantar com o amigo e produtor da Saga “Crepúsculo”, Wyck Godfrey, em Los Angeles. Confira as fotos na galeria:

x APARIÇÕES > 2022 > (30/03) DEIXANDO JANTAR COM WYCK GODFREY EM LOS ANGELES


O diretor de ‘The Batman’, Matt Reeves bateu um papo com Elvis Mitchell, do podcast The Treatment, do site KCRW, onde falou sobre o filme e mencionou o método de atuação de Robert Pattinson. Confira o trecho a seguir:

KCRW: Estamos falando de Robert Pattinson para quem perdeu a notícia. Muitas vezes, ele interpreta caras que não sabem o que fazer com seus corpos. Não sei como ele é na vida real, mas é uma coisa interessante quando você o vê, sem saber muito bem como ficar nos filmes ou onde ficar ao lado das pessoas. Ele tem essa maneira de atuar de forma realmente efetiva, com um embaraçamento físico e uma incapacidade de se conectar com as pessoas, que deve ter sido um dom ter isso para usar.

Reeves: Não é apenas uma faceta, obviamente, de quem ele é, porque obviamente isso é parte dele, mas é algo que ele está no controle também. Uma das coisas que achei tão fascinante em trabalhar com ele é que ele trabalha de uma maneira que parece quase um ator metódico. E, no entanto, você pode ver que ele tem grande acesso às suas emoções e se coloca em um estado. Mas ele também tem um controle incrível de seu instrumento, da maneira como ele se move. É tudo muito técnico e muito intencional. Então eu poderia dizer a ele, eu preciso que isso seja mais quente, e ele poderia acessar isso com muita facilidade. [E eu poderia dizer] mas eu também, por causa desse capuz e da forma como a luz está atingindo seu olho, preciso que você se incline um pouco mais para a esquerda, porque senão não verei seu olho. E ele poderia fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

Ele tinha uma tremenda capacidade de acessar suas emoções, mas também de controlar seus movimentos, então todas essas coisas vêm de um lugar muito interno. Mas ele tem uma tremenda facilidade consigo mesmo, fisicamente. Ele é muito capaz de acessar todas essas coisas, mas também estranhamente ao mesmo tempo, enquanto ele pode estar fora de controle, ele também pode estar incrivelmente no controle em termos de como calibrar sua voz, a maneira como ele está inclinado, onde ele está de pé. E então todas essas escolhas que eu acho que ele está fazendo estão em algum nível, muito conscientes também, embora eu saiba que algumas delas têm que ser inconscientes porque estão vindo de um lugar muito instintivo.

Fonte | Tradução: Bruna – RPBR