O diretor britânico Danny Boyle, um dos cineastas mais populares e bem-sucedidos do Reino Unido, falou com a Esquire para promover sua nova série sobre os Sex Pistols e mencionou – novamente – que Robert Pattinson faria um ótimo James Bond. Boyle seria o diretor do último filme do 007 com o ator Daniel Craig, porém foi cancelado, dando lugar ao 007 – Sem Tempo Para Morrer, dirigido por Cary Fukunaga. O diretor disse que não voltaria à franquia, mas opinou sobre quem deveria substituir Craig: Robert Pattinson ou Paapa Essiedu (I May Destroy You).

“Eu lembro de pensar: ‘Eu realmente deveria me envolver com franquias?’ Porque eles não costumam querer algo diferente”, afirmou Boyle. “Eles querem que você dê uma refrescada, mas não desafie nada, e nós queríamos fazer algo diferente com isso. Estranhamente — teria sido algo muito atual, agora — tudo seria situado na Rússia, que foi evidentemente de onde veio Bond, da Guerra Fria. O filme se passava na Rússia dos dias atuais e retomava a origem do personagem, e eles só perderam a confiança nisso. Foi uma pena, realmente”.

[Robert] Pattinson seria um ótimo Bond”, caso ele estivesse disposto a trocar as chaves do Batmóvel pelo DB5.

Em 2019 o diretor também havia defendido a ideia de Robert Pattinson ser o novo Bond:

“Eu estava vendo High Life (ficção científica que Pattinson estrela com Claire Denis) e foi algo bizarro. Estava sentado ali e pensando que deveríamos chamá-lo para ser o novo Bond. Ele deve estar em seus 30 anos, qual era a idade de Sean Connery quando o interpretou? Ele está preparado já!”, contou o cineasta durante a première de seu novo projeto, a comédia musical Yesterday.

Fonte: Esquire, Omelete, AdoroCinema

Diz pra gente o que você achou!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.