Trilha sonora de Lua Nova

Os scans abaixo são de duas edições da revista Cinemix do mês de setembro:

Obrigada Suka, pelos scans.

O site da revista Capricho falou sobre a trilha sonora de Lua Nova:

Com bandas consagradas como The Killers e Muse (que tocou em Crepúsculo – ‘Supermassive Black Hole’) a Trilha Sonora de Lua Nova, tem um mix de alternativo, com rock e um pouco de músicas românticas como Bon Yver. O que intriga é o uso de bandas que já tocaram no seriado Gossip Girl, como Death Cab for Cutie, que aliás fez uma música para o filme, como também a cantora Anya Marina e a banda Sea Wolf. Com batidas calmas e pesadas a trilha sonora de Lua Nova, tem a pegada perfeita para o amor de Isabella Swan e Edward Cullen.

Mais detalhes sobre Rob na festa do 100 Monkeys no Sábado:

Agora eu tenho certeza que todo mundo esta se perguntando, se Robert Pattinson desfrutou de seus cupcakes, vocês chegaram a conhecê-lo? A resposta a essa é uma só, e é claro que sim! Sara e eu reunimos nossas coragens para falar com ele e eu ainda trouxe um cupcake em forma de hambúrguer para ele provar e ele gostou muito!

Leia mais aqui.

3 comentários em “Trilha sonora de Lua Nova

  1. vou amar com toda a certeza!!
    eu queria ver pelomenos uma musica nova do ROB, mas parece que não vai rolar… 🙁
    eu vivo pra ouvir a trilha de crepusculo, principalmente as musicas de ROB!!!
    amamoamoamo ROB!!

  2. Eu adoro a trilha sonora de Twilight e pelo que estou ouvindo por aí vou adorar a de New Moon.
    Não me preocupo muito com o estilo de banda ou música que eles incluem na trilha, o que eu quero é que o resultado fique lindo.
    Quero um calendário só com dias 20 de novembro!!!
    Rob, please, Pattinson me!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo