Tradução da Entrevista para a GQ

Em nova entrevista para GQ, Robert conversa, por telefone de Paris, com Andrew Nagy sobre a nova campanha da Dior, Crepúsculo e sobre a instabilidade de empregos na indústria de filmes independentes. Confira a baixo a entrevista traduzida:

Você não costuma parar para pensar na fama …
“Logo após Crepúsculo acabar, eu sabia que estava trabalhando direto por quase seis anos. Você realmente não percebe o quão é isso intenso. Foi só quando comecei a desacelerar um pouco e a fazer um balanço das coisas que foi tipo: ‘Whoa, Estou em um lugar muito diferente agora!’. É assustador quando você percebe essas coisas.

Desacelerar faz você pensar …
“É um sentimento estranho. No começo, você se preocupa em não trabalhar todos os dias; depois de um tempo, começa a se preocupar em nunca mais trabalhar! Eu tive esse medo por muito tempo.”

Decisões precipitadas podem facilitar a vida às vezes …
“No auge da loucura, você passa de um completo ninguém para todo mundo te conhece. Parecia que isso aconteceu em cerca de um mês. Mas, como eu trabalhava constantemente, eu estava sempre no set de filmagens, na maioria das vezes fui isolado do que estava acontecendo lá fora. ”

É engraçado, mas …

“Quando Crepúsculo terminou, uma parte de mim pensou em voltar à minha antiga vida. As coisas voltariam ao normal. Mas, é claro, essa vida não estava mais disponível. “

É melhor começar a agir por acaso …
“Eu sinceramente acredito que foi isso que me manteve mentalmente saudável durante tudo isso. Se você realmente deseja e persegue a fama – e depois a conquista – pode ser uma coisa perigosa.”

 Encontre sua equipe – principalmente quando você gosta da vibração deles …
“[The Blaze] fizeram uma  festa para o meu filme Good Time, quando estreando em Cannes. Obviamente, eu assisti os vídeos várias vezes e sempre quis trabalhar com eles. Eles sempre buscam provocar uma resposta tão grande e emocional nas pessoas em seus filmes que eu fiquei realmente intrigado. ”

O processo para o filme Dior foi muito diferente …
“Eles são jovens, então o trabalho em si foi muito divertido. Eu amei a campanha anterior que fiz com Romain [Gavras], mas sempre o procurava para me sentir seguro e discutir ideias.”

Dançar pode te deixar nervoso …
“Essa era minha única preocupação com a nova campanha. Mas tive a sorte de ter dois diretores no local, felizes em dançar comigo. Eles estavam basicamente ao lado da câmera fazendo todo tipo de movimentos de dança ridículos, então foi muito menos embaraçoso para mim. Não tenho certeza de quantos outros diretores teriam feito o mesmo. “

Sempre tente fazer o oposto …
“Todo trabalho que recebo deve ser completamente diferente do anterior, caso contrário, qual é o objetivo?”

Você não segue a rota de filmes independentes  para se distanciar de Crepúsculo …
“Pelo menos não conscientemente. Seria louco tentar replicar o mesmo sucesso em outro lugar. E eu tenho gostos bastante específicos. Mas filmes independentes podem ser frágeis. Esse mundo é realmente selvagem, e o financiamento de uma imagem pode desaparecer em um piscar de olhos. ”

Houve um tempo em que encontrar trabalho era difícil …
“Gostei da direção que minha carreira seguiu nos últimos cinco ou seis anos, mas era tão difícil encontrar empregos que também mantivessem o ritmo adiante.”

Todo ano havia pânico …
“O problema era que, mesmo que eu tivesse um emprego, por ser indie, não havia garantia de que chegaria ao cinema. Eu fiz alguns que simplesmente desmoronaram. Não no dia em que começamos a filmar, não na pré-produção, mas na própria produção. Eu literalmente recebia uma ligação de um produtor dizendo que todo o filme havia sido cancelado. “

Mas quando você encontra as melhores partes, vale a pena …
“Trabalhar em O Farol no ano passado, foi uma experiência incrível. É sempre divertido quando o filme é apenas sobre você e outra pessoa, porque não há expectativa. E quando a outra pessoa é Willem Dafoe, bem, então é apenas um presente de verdade. ”

Entrevista por Andrew Nagy para GQ
TRADUÇÃO: AMANDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo