SCAN + TRANSCRIÇÃO: Robert Pattinson e Brady Corbet falam de The Childhood Of A Leader para a Vanity Fair US

Na edição de agosto da revista americana Vanity Fair, foi divulgado um novo still de Robert Pattinson e Liam Cunningham em The Childhood Of A Leader e também uma breve matéria do diretor Brady Corbet e de Robert falando um pouco sobre o filme. Confira a transcrição feia pela nossa equipe e os scans da revista:


SCANS > INTERNACIONAIS > 2016 > AGOSTO 2016 – VANITY FAIR USA

Transcrição:

Holofote

Pequeno Monstro

“Eu realmente estou orgulho dele”,  disse o ator Robert Pattinson de 27 anos e amigo próximo de Brady Corbet que teve uma espantosa estréia como diretor do filme, The Childhood Of A Leader. Pattinson assinou contrato para uma participação especial como o repórter Charlie “deliberado arranque vermelho do personagem. Eu li o script há um bom tempo e eu pensei que isto era incrível”, Pattinson disse. “Eu realmente confio em Brady. Ele é tão singular em sua visão – Eu nunca conheci alguém na indústria de filmes com tão puras intenções como as dele.”

Definido na pós – Primeira Guerra Mundial na França, levando até a assinatura do Tratado de Versalhes de 1919, este drama psicológico familiar serve como uma pequena janela de quadros  para o surgimento do facismo. O pai, interpretado por Liam Cunningham, foi enviado pelo presidente Wilson dos Estados Unidos para ajudar a negociar o tratado. Ele, sua esposa, interpretada por Bérénice Bejo, e seu filho jovem, Prescott, interpretada pelo mini ator britânico Tom Sweet, se envolvem em uma luta de poder que revela tanto a manipulação do menino com os mais velhos e a crueldade instintiva que seus pais exercem na tentativa obstruir a vontade indomável de seu filho.

Um trovão, pontuação sinistra por Scott Walker é quase um outro personagem, e granulados 35 mm do filme reforça a interação de luz e escuridão. Cunningham, como Pattinson, é admirado por segurança e autoridade de Corbet: “Ele é o cinéfilo mais experientes que eu já conheci na minha vida ele dirige como se fosse seu 20º filme, e ele ama a tradição européia.”. Pattinson concorda: “Acho que ele vai ser uma das pessoas mais importantes em filmes.”

A ideia subjacente de The Childhood Of A Leader  atingiu Corbet  11 anos atrás, e ele começou a escrever quando ele tinha 17 anos, só abandonou o projeto quando ele decidiu que era demasiado e ambicioso para ser feito. “Eu não poderia ir mais longe”, diz ele. “Tudo sobre a sua estrutura, seu  arco, era um desafio de gênero”.Ele o pegou novamente em 2013, quando sua parceira, a diretora norueguês Mona Fastvold, sugeriu de terminá-lo juntos. “Tem sido uma luta constante” Corbet diz, “mas essas coisas funcionam, desde que você está implacável como os problemas são”.

 

FonteVia – Tradução: Equipe Robert Pattinson Brasil 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo