“Pattinson é um talento genuíno – um bom garoto de Hollywood cujo o sucesso até agora é apenas a ponta do iceberg.” – Veja a matéria completa!

O site Top 10 Films, fez uma matéria completa falando da carreira de Robert e a nomeou como Robert Pattinson: Um Talento inesperado. Você pode conferir ela logo abaixo traduzida pela nossa equipe:

Uma estrela de cinema com uma aventureira boa aparência talvez sugira que o astro de ‘Crepúsculo’ Robert Pattinson seja um das muitas mercadorias de Hollywood, mas por baixo das aparência, você vai descobrir muito mais substância nesse talentoso britânico.

ROBERT PATTINSON as Cedric Diggory and DANIEL RADCLIFFE as Harry Potter in Warner Bros. Pictures' fantasy "Harry Potter and the Goblet of Fire." PHOTOGRAPHS TO BE USED SOLELY FOR ADVERTISING, PROMOTION, PUBLICITY OR REVIEWS OF THIS SPECIFIC MOTION PICTURE AND TO REMAIN THE PROPERTY OF THE STUDIO. NOT FOR SALE OR REDISTRIBUTION.

Adorado por seus comprometidos fãs e elogiado pelos críticos, Robert Pattinson é um “garotinho bonito” com um talento que combina com sua apelativa boa aparência. Começando como modelo aos seus 12 anos, Pattinson rapidamente se tornou uma estrela de filmes com seu personagem Cedrico Diggory, ao lado de Daniel Radcliffe, em ‘Harry Potter e o Calice de Fogo’.
Injustamente ignorado por quem pensa nele apenas como “aquele cara daqueles filmes de vampiros”, Pattinson provou que ‘Crepúsculo’ tornou-o por um bom tempo o favorito da audiência por todo o mundo encantado pelo gótico estilo romântico das series da Saga Crepúsculo, destacando apenas uma pequena proporção do seu talento como ator.
De fato, Robert Pattinson é muito mais do que um vampiro de cara pálida que corteja Kristen Stewart dentro e fora das telas. Seus diversos filmes sozinhos oferecem a prova de que esse ator londrino tem olho vivo para personagens e até um ótimo conhecimento da diferença entre um bom e um médio roteiro.
Talvez o que seja mais apelativo sobre Pattinson em seus filmes, seja sua coragem de experimentar. Depois de ‘Crepúsculo’ você tenha perdoado ele por se persuadir a papeis similares – O tipo garantido para ganhar o apoio de seu núcleo de fãs mais jovens – mas ele não fez isso. De fato, ele parece ter sacrificado os projetos que o deixavam “salvo” por filmes muito mais exigentes.
pattinson-cosmopolis-3Enquanto você talvez argumente objetivamente sobre seu estilo de vida de celebridade e os romances privados, que estão mantendo seu perfil preparado dentro da mídia, as escolhas dele como ator, particularmente seus projetos mais recentes com o distinto não dominante David Cronenberg em ‘Cosmopolis’ e ‘Maps to the Stars’, dissuadiu fortemente seus devotos seguidores.

 “David Cronenberg disse que é melhor quando ele discute como ele sente que Pattinson é injustamente subestimado “por causa da rigidez e do disparate de ‘Crepúsculo’e dos personagens em si.” O escritor e diretor tem visto em primeira mão não apenas a determinação do ator de se livras das asas mas de alguém que não está sendo afetado com os excessos da fama.”

PATTINSONLIFE-TR (4)Pegue como exemplo Rey no filme de David Michôd’s, ‘The Rover’. Um choro distante de um vampiro branco como leite na forma de pessoa, Pattinson está grisalho e ensanguentado aqui em uma performance selvagem e elogiada. Kenneth Turan do The Los Angeles Times chamou o ator de “revelação”, descrevendo Rey como um “Danificado, indivíduo sem foco que é meio dispostamente cúmplice de um homem mais velho.” Todd McCarthy, escritor para o The Hollywood Reporter, claramente viu um ator determinado a usar sua imagem de menino bonito em favor do irritável, arriscado, muito longe dos roteiros comerciais. “Pattinson entrega um desempenho que, apesar das próprias limitações do personagem, se torna mais interessante conforme o decorrer do filme, sugerindo que o ator mais jovem talvez seja capas de realizar um trabalho fora do comum.” Esse sentimento foi ecoado por Ryan Pollard na sua critica para os Top 10 Filmes. “Robert Pattinson está realmente chegando dentro dele mesmo como ator, depois de ter escolhido papéis fascinantes desde os anos de ‘Crepúsculo’, e recentemente sendo excelente no filme de David Cronenberg , Maps to the Stars. Aqui, Pattinson é perfeitamente capaz de interpretar alguém que é singelamente doido e perigoso, enquanto ao mesmo tempo é um tanto quanto simpático e trágico por baixo.”

59695_526566967382555_269803031_nParte por causa da Saga Crepúsculo ter chegado a um fim, mas também devido a ousadia do ator, demorou de 2010 até eu realmente ver qualquer nota sobre Robert Pattinson. O filme de 2010 foi Remember Me, um drama sentimental com um final muito critico que surpreendeu e dividiu a audiência. Em termos de filmes como um todo, eu me vi em um desvio com aquelas com os críticos que viam mérito no tenso, tenso drama. Eu concordo com Roger Ebert quando ele disse: “Eu me importo com os personagens. Eu sinto por eles. Liberá-los do destino da trama, que é uma bigorna em torno de seus pescoços, e você pode ter alguma coisa.” Mas o mais importante para Pattinson que era um filme sem a “bigorna” de Crepúsculo em volta do pescoço, um momento para brilhar fora do escuro, águas gótico de vampiros. Ele agarrou a oportunidade com completa confiança. Kirk Honeycutt do The Hollywood Reporter disse que “as cenas entre Pattinson e De Ravin transpareceu um charme genuíno ,” enquanto Peter Rainer do Christian Science Monitor falou sobre “explosivas sequencias entre Pattinson e Pierce Brosnan.” Apesar apelo sem brilho do filme entre o público e a crítica, identificou Pattinson como uma grande promessa como ator; alguém que poderia aplicar-se a diferentes tipos de personagens sem que sua vida privada muito falada tomasse o brilho de sua performance. Com seu trabalho com o autentico David Cronenberg ele cimentou sua reivindicação para ser um dos mais valiosos e ativos de Hollywood – tanto em termos do produto comercial, e a sua habilidade em frente da câmera.

“Pattinson é um homem cujo a inteligência, talvez desminta atos de celebridade, e busca não ser o centro das atenções. Cronenberg fala da inteligência de Pattinson como ator, sua habilidade de reconhecer as nuances dos personagens, e entender porque o diretor quer as coisas de uma certa maneira. “Ele é muito bem articulado, e muito experiente no cinema – o que eu não tenho muita certeza de que os fãs dele sabem,” ele disse.”

Owen Gleiberman do Entertainment Weekly disse que Pattinson foi “pálido e predatório mesmo sem sua mascara de maquiagem branca de vampiro”, entregando sua performance com uma “rítmica confiança.” O jornalista do The Telegraph , Robbie Collin ficou igualmente impressionado, dizendo que o coração do filme é a “sensacional, central performance de Robert Pattinson”, que interpretou seu personagem “como uma caldeira humana; pedregosa na superfície, com câmaras vulcânicas de energia nervosa e auto-aversão profunda agitadas abaixo.” Similar, Justin Chang disse que a excelente atuação de Pattinson foi um triunfo indispensável para o filme.

Mesmo seu papel de suporte no seguinte filme de Cronenberg, ‘Maps to the Stars’, os críticos o escolheram para ser 44elogiado, como Mark Kermode particularmente observou seu desempenho como “bem subestimado.” Mais importante, Cronenberg disse que é melhor quando ele discute como ele se sente que Pattinson é injustamente subestimado “por causa da rigidez e do disparate de ‘Crepúsculo’e dos personagens em si.” O escritor e diretor tem visto em primeira mão não apenas a determinação do ator de se livras das asas mas de alguém que não está sendo afetado com os excessos da fama.

“Vendo outro trabalho que ele tem feito e vendo que ele é um ator serio a procura de desafios, e não tenta empresariar sua própria imagem como uma estrela, foi atrativo para mim.” Disse Cronenberg em sua entrevista para o The Daily Beast. “É claro, ser uma celebridade tão grande é útil porque vai ajudar seu filme a ser financiado, mas o carisma que fez ele funcionar tão bem como Edward Cullen é algo que você quer em um filme como ‘Cosmopolis’ onde ele está em todas as cenas do filme. Você precisa de alguém que é infinitamente assistível.” Rebecca Murray, a expert em filmes de Hollywood, abordou a questão da bagagem de ‘Crepúsculo’ e a consequente careira de Pattinson para o site About.com, quando ela entrevistou Cronenberg sobre ‘Cosmopolis’. “Você tem que ter um personagem principal que é muito carismático e que podem carregar o peso e tem a qualidade de estrela e assim por diante, porque você vai estar olhando para ele. Ele está literalmente em todas as cenas no filme, e isso é muito incomum,” comentou Cronenberg. “Até nos filmes do Tom Cruise; Tom não está em absolutamente todas as cenas do filme– mas Rob está. Então ele tem que ter isso. Mas ao mesmo tempo, você quer esquecer seus filmes e meus filmes porque nós estamos criando essa coisa completamente nova e você não sabe que audiência você vai ter. Você pode antecipar isso, você pode pensar sobre isso, mas você realmente não sabe.”

“Então ultimamente quando você está fazendo o filme você diz, ‘Okay, eu estou aqui com esses atores. Eles são atores fantásticos, eu os escolhi porque eles são formidáveis e eles vão trazer coisas ótimas para o roteiro’ e então em um ponto você está apenas fazendo m filme e você não pensa em nenhum outro filme.” Pode ser surpreendente que Robert Pattinson não saiu “fora dos trilhos” tendo alcançado fama ainda jovem e suportando olhos invasivos da imprensa e dos tabloides durante a maior parte da sua vida adulta. Mas aqui está um homem cujo a inteligência, talvez desminta atos de celebridade, e busca não ser o centro das atenções. Cronenberg fala da inteligência de Pattinson como ator, sua habilidade de reconhecer as nuances dos personagens, e entender porque o diretor quer as coisas de uma certa maneira. “Ele é muito bem articulado, e muito experiente no cinema – o que eu não tenho muita certeza de que os fãs dele sabem,” ele disse. Ele também está muito mais altruísta do que muitos de seus colegas. robert-pattinson_talent-for-the-unexpected_stand-up-to-cancer_top10filmsSeu trabalho para várias instituições de caridade ao final dos anos 2000, quando ele apoiou a campanha ECPAT UK’s – Stop Sex Trafficking of Children and Young People ( Pare com o trafico sexual de crianças e jovens) para impedir o trafico humano. No ano seguinte ele doou sua própria obra de arte para o PACT que foi leiloado no eBay, que ajuda uma organização que trabalha com crianças desaparecidas. Ele também doou um desenho, feito por ele mesmo, chamado Unfinished City ( Cidade Incompleta) com o qual ele arrecadou $6,400 para um centro de desabrigados no Arizona. Nos anos seguintes ele participou de varias iniciativas para aumentar a conscientização do câncer incluindo leiloar itens pessoais para angariar fundos para várias instituições de caridade. Como se não fosse suficiente, o multi talentoso britânico também compôs musicas que apareceram em seus filmes. Habil no piano e no violão, ele co-escreveu e cantou Never Think para a trilha Sonora de ‘Crepúsculo’ e também tocou guitarra na musica do Death Grips chamada “Birds. O ator brincou: “Musica é meu plano B se atuar não der mais certo.” É o fandom teen do menino de boa aparência sedutora, charme Inglês, e vários milhões de dólares na franquia de fantasia versus uma inteligência cinematográfica e atuação diversificada, atitude altruísta e esforço filantrópico, que faz de Robert Pattinson um “Talento para o inesperado”. Ele é um homem que tem um polo diferente de alguém como Justin Bieber – todos embalados, fabricados e comercializados. Pattinson é um talento genuíno – um bom garoto de Hollywood cujo o sucesso até agora é apenas a ponta do iceberg.

Fonte – Tradução: Gabriela Araujo

4 thoughts on ““Pattinson é um talento genuíno – um bom garoto de Hollywood cujo o sucesso até agora é apenas a ponta do iceberg.” – Veja a matéria completa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.