Confira as críticas de The Childhood Of A Leader no 72nd Venice Film Festival

The Childhood Of A Leader teve sua premiere mundial no 72nd Venice Film Festival, que aconteceu no último dia 5. Robert não esteve presente pois está gravando seu novo projeto, The Lost City Of Z em Belfast. Confira abaixo algumas críticas sobre o filme:

ScreenDaily

(…)
Um golpe, impressionantemente filmando com uma sequencia de final em um tempo futuro não responde muito essas perguntas que foram colocadas. Aqui a trilha sonora orquestral completa de Walker sobe para um arremesso ensurdecedor, mixando socos de latão e seções de cordas grita em sua condução. Em combinação com o britânico DoP Lol0, a atmosfera de Crawley de fotografia 35m e a direção assegurada da Corbet na escolha de um excelente elenco, fez com que fosse nervoso e poético misturado com o potencial dramático de um bom pesadelo.

The Hollywood Reporter

(…)
A tentativa de descrever ascensão do fascismo na Europa entre dois mundos em guerras com uma parodia sobre um pequeno menino desobediente, a escura e sonhadora infância The Childhood of a Leader  pode apenas ser chamada de extraordinariamente ambição demasiada.

The Film Stage

A estreia de um jovem ator que virou um diretor, Brady Corbet, The Childhood of a Leader é uma escolha ambiciosa para um primeiro projeto – uma peça periódica tentando juntar os pontos- WWI com seu primeiro projeto de clima político e a educação de uma criança em um castelo nos arredores de Paris. O filme, estreando na sessão do Orizzonti no Venice Film Festival, é um grande ato de equilíbrio psicológico e tonal que poderia desmoronar a cada volta, e ainda assim não desmorona. (…)

O que poderia muito facilmente ser recebido como uma irritante, pretensiosa estreia, na verdade um display de uma loucura controlado com toques astutos, como usar a personalidade de Robert Pattinson nas cenas que ele está. Vamos apenas torcer para sua base de fans devotados, que ele tem sido líder em um território desconhecido nos últimos anos, não torne esse seu fim.

Via – Tradução: Gabi Araujo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.