O Robert Pattinson Brasil é um site sem fins lucrativos criado em 2008 de fãs para fãs, e que reúne diversos conteúdos sobre o ator e sua carreira. Todo conteúdo aqui disponibilizado foi desenvolvido pela nossa equipe, portanto, ao fazer uso de algum de nossos materiais, por favor, credite. Viu alguma coisa sua por aqui e quer seus créditos? Entre em contato com a gente! Desde já, obrigado pela sua visita, aproveite nosso conteúdo e volte sempre!



Dia: 28 de novembro de 2014

Como todos sabem, Robert e Daniel Radcliffe contracenaram juntos em Harry Potter. Em uma entrevista recente, Daniel fala sobre Robert. Você pode conferir o vídeo e a transcrição logo abaixo:

Daniel: […] Você só consegue longevidade quando há variedade, mostrando que pode fazer diferentes coisas. Quando você é jovem, tem uns 20 anos, você é selecionado para um tipo de papel, mas você não fará aquilo pelo resto de sua vida. Se sim, você provavelmente não trabalhará. Então você tem que achar os mais diversos (papeis).
Entrevistador: Faz sentido. Veja com o Robert Pattinson em Crepúsculo. Foi quase que a mesma coisa, na verdade.
Daniel: E agora ele está fazendo The Rover, é verdade.
Entrevistador: Está fazendo uns filmes meio indies.
Daniel: É uma coisa que quem fica muito tempo numa franquia quer provar – que pode ir lá e fazer várias coisas diferentes.

Fonte | Tradução: Camilla Correa

Robert Pattinson parece que está de volta à musica. Na música da banda Death Grips, Birds, que foi lançada em Agosto de 2013 podemos escutar alguns solos de guitarra, e sim, é Robert. Ele foi visto com Zach Hill e MC Ride da banda em 2013, no show da Beyonce. Vocês podem ver a imagem da descrição no cd e ouvir a música Birds:

B3iwfhMIIAAy3Tz

Escute a música:

Em algumas entrevistas dadas e nas redes sociais, alguns envolvidos nos próximos projetos de Robert falaram sobre os respectivos filmes. Leia abaixo:

Queen of The Desert

o Produtor do filme, Cassian Elwes, disse em seu twitter no dia 25 de Novembro:“No momento, Queen of The Desert vai ser exibido no primeiro trimestre do próximo ano para os distribuidoras quando ele estará totalmente feito”

Clique aqui para ver o tweet

 

The Childhood of a Leader

Os escritores do filme Brady Corbet (BC) e Mona Fastvold (MF) deram uma entrevista e falaram mais sobre o filme:

Brady, você está fazendo a sua estréia na direção com o seu próximo projeto, “A Infância de um Líder”, estrelado por Robert Pattinson. O que te inspirou a querer dirigir? Você estava inspirado por Mona? BC: Mona de balançando a cabeça como, “Sim, isso é certo Brady Era eu que era eu…”. MF: [Risos].BC: Não, o que é realmente estranho é que eu não tentar fazê-lo mais cedo. E é estranho que eu continuei atuando, desde que eu fiz, porque há anos que eu mantive ameaçando ir embora e fazer outra coisa. Mas a razão pela qual eu nunca fiz a pé e fazer outra coisa era que eu continuava a ter a oportunidade de trabalhar com pessoas que eu realmente gostei e realmente amei. Eu estava tipo, “Ok, eu amo o seu trabalho. Absolutamente posso poupar uma semana, posso poupar um mês.” Eu trabalhei para algumas pessoas que eu teria ficado feliz de vir lavar seus pisos em conjunto por uma semana só para ver como eles trabalham, e muito menos para ter a relação que um ator e um diretor começa a ter um com o outro, que é muito especial e, por vezes, muito íntimo, muito original. Eu encontrei todo cineasta Eu já trabalhei com inspiração, Mona incluído. Um dos grandes problemas com este projeto é que ele resumiu todas as coisas que eu tenho realmente interessado em em minha vida pessoal e criativo. E ainda por tantos anos eu apenas pensei que era demasiado grande e demasiado ambicioso para nunca ter feito. MF: E quase fez. BC: E quase fez [risos]. O filme se passa em 1919, estrelado por uma criança, é em francês e Inglês. Felizmente, não vai ser quatro horas e meia de comprimento e que não vai ser em preto-e-branco. Mas é isso. Não é um passo muito fácil. É uma espécie de sobre o nascimento de um megalomaníaco e com uma espécie de maníaco ego, na virada do século. É sobre o nascimento do fascismo, que ocorreu durante a assinatura do Tratado de Versalhes.Tem a identidade desse personagem foi revelado?
BC: Eu intencionalmente não revelei a identidade do personagem. E é uma coisa engraçada porque não é pelas razões que as pessoas pensam. Uma coisa eu ficarei feliz de dizer a todos é que o personagem não é Hitler [risos]. E o personagem não é Mussolini. É alguém. E há o acontecimento dramático onde você aprende quem é essa pessoa e isso é algo que eu quero guardar para as pessoas. Robert Pattinson não está jogando Hitler como você já sabe [risos]. Eu vou ir no registro dizendo isso.

Berénice Bejó que também está no elenco do filme disse sobre:

Você vai trabalhar com Robert Pattinson, eu vi isso em algum lugar. Vai acontecer? Sim, sim, em janeiro. O que é isso? E Tim Roth também.Como é que se chama? É um filme chamado A Infância de um Líder, e este é sobre a relação entre uma mãe e seu filho, e o filho é um pouco violento, extremamente estranho, é como relacionar a infância de um ditador.Vai ser em Inglês? Sim, em Inglês.”

 

The Lost City of Z

Benedict Cumberbatch que está no elenco junto com Robert Pattinson falou sobre o filme:

“Eu não sofro de ser um workaholic”, enfatizou. Rindo, ele disse: “No fundo, eu sou incrivelmente preguiçoso. Eu amo nada melhor do que relaxar, ver os amigos e familiares e apenas ir em mais alguns feriados. Eu tinha realmente um monte de tempo no início deste ano. Eu estava indo fazer um filme, ‘The Lost City of Z “, com (o diretor) James Gray. Isso foi colocado em espera devido a problemas com a localização. Esperamos que ele vai começar na Primavera do próximo ano. “
“The Lost …” é a adaptação do best-seller de David Grann James ‘. Ele vai interpretar o tenente-coronel Percival “Percy” Fawcett, um oficial de artilharia britânica, arqueólogo e explorador que supostamente descoberto uma cidade mítica em selvas amazônicas do Brasil em 1925.

 

Fonte | Tradução: Barbara Juliany

Dentro de 4 meses colegas de elenco e amigos mencionaram Robert em entrevistas. Juntamos em um só post o que foi dito. Você pode conferir abaixo:

Julianne Moore para Inquire

301-001-37“Aparência de Robert desmentem quem ele é por dentro. Ele tem essa, muito bonito rosto formidável. Ele é um cara tão lindo. Parece que ele seria remoto, mas na hora que eu o conheci, ele era muito falador. Ele é muito engraçado. Ele é bem informado sobre cinema. Ele ama atuação, atores e filmes “.

“Robert falou o tempo todo. Eu tenho que dizer que fiquei chocada, porque eu não esperava isso. Quero dizer, ele é tão amigável, verdadeiramente encantador, inteligente e talentoso. Eu o amei imediatamente! “

 

 

FKA Twigs para a Magazine Germany

05Você não está com medo de que sua música pode definir ao lado de seu novo namorado?Não, desde que a música dá o tom (risos). Eu tinha permissão para entrevistar o seu novo amigo há um ano. Ele foi a primeira estrela que a minha filha se encontrou. Ah? Onde? Agora eu já amo a sua filha.Em Los Angeles. Ela tinha seis semanas de idade.Ele foi bom para ela? Ele a pegou?Não, então ele poderia ter mordido ela. (risos) Mas e você tê-lo entrevistado?Ele estava ganhando, uma vez que só pode fazer em ingleses. Ele é tão doce. E inesperadamente engraçado. Ainda assim, ele parecia triste em um certo tipo. Espero que você possa tirar isso dele.Eu tento.Você tem medo de levar um relacionamento de longa distância tão conhecido?Por que eu deveria ter?Porque todo mundo vê e você encontrar tempo para si?Você deve simplesmente tomar o (tempo), então isso vai funcionar. Se duas pessoas realmente querem ver uns aos outros, então isso vai funcionar. E com a gente trabalha-se muito bem.”

para USA Today

Apesar da aclamação da crítica que se reuniu LP1, Twigs também encontrou um lado mais feio da fama desde que relatou seu namoro com Robert Pattinson, de Crepúsculo, em setembro. Confrontado com as cheias de comentários racistas e ameaças de morte no Twitter, e cercada de paparazzi, ela tem tomado desde um passo para trás de mídia social – afinal, ela diz, ela não tem controle sobre o veneno on-line de “crianças de 14 anos de idade que deveria estar na cama “- mas ela ainda encontra a atenção constante difícil.

Eu realmente desfruto da diversão de colocar algo para fora e as pessoas gostando ou odiando ou falar sobre isso, mas a atenção vazio, ela se sente nojenta. É como uma ressaca“, diz ela. “É estranho, eu sei que isso não é realmente por causa de mim ou o que estou fazendo“, mas, no entanto, “a positividade que eu recebo de (meu relacionamento) faz com que os aspectos mais desafiadores … façam muito vale a pena.

 

David Cronenberg para a The Hollywood Reporter

PATTINSONLIFEMTTS-9914-7897545 (1) (1)De David Cronenberg o melodrama familiar de Hollywood em  Mapas para as Estrelas marca o segundo filme direto do diretor veterano com Robert Pattinson após 2012 de Cosmopolis.
Embora muitos ainda vêm Pattinson como o vampiro galã Edward Cullen, Cronenberg disse ao The Hollywood Reporter que ele poderia facilmente olhar o passado.
Não tenho nenhum problema ignorar isso“, disse a diretor ao passado de Pattinson em Crepúsculo. “É claro que eu assisti o primeiro filme de Crepúsculo só para ver como ele era e ter uma idéia de sua presença na tela e assim por diante e assim por diante … no momento em que você está no set, ele é apenas o dois de você fazer filmes. Você se esquece de seus próprios filmes também.
Em declarações à THR à frente de sábado à noite de Nova York Film Festival rastreio de Maps, Cronenberg explicou que ele queria trabalhar com Pattinson (que não estava presente no evento de Nova York) neste filme, não só porque o diretor pensa nele como “um ator maravilhoso “e que” tinha um bom tempo em Cosmopolis “, mas também porque ele ofereceu a oportunidade de Pattinson para participar do tipo de filme de conjunto que ele disse Cronenberg que ele queria fazer.
“Ele me disse que ele estava com medo de Cosmopolis, porque ele não queria fazer um filme realmente em que ele era o líder e tinha o filme inteiro em seus ombros”, explicou o diretor. “E, claro, nesse filme ele está em quase todas as cenas. Ele disse: ‘Um dia eu adoraria fazer uma peça conjunto onde há um monte de bons atores e [ele é] apenas um deles.’ “
(…)
[Julianne] Moore disse que, apesar de trabalhar com Pattinson e o elenco de Jogos Vorazes, com o seu papel nas próximas parcelas de A  Esperança, ela não tem algum conselho para os jovens co-estrelas.
“Eu não acho que qualquer um desses atores precisam do meu conselho”, disse à THR. “Todos eles têm carreiras maravilhosas e são atores magníficos e eles fizeram escolhas criativas realmente interessantes.”

 

Sarah Gadon para a AOS Magazine

PATTINSONLIFE (3)Com seus principais co-estrelas homens:
“Eu amo o que Rob (Pattinson) fez em Cosmopolis … do lado de fora, ele é tudo ‘Eu não sei o que estou fazendo”, mas ele é muito inteligente … eu me dou muito bem com todos os meus principais homens.

 

 

 

 

 

Dakota Fanning para a Radio Times

Dakota_RobEla também vai sair com os amigos, incluindo seus colegas de elenco de Crepúsculo Kristen Stewart e Robert Pattinson. Mas não chama o de “R Patz” como eu fiz.
“Ele é um amigo, mas eu não chamá-lo assim! Eu acho que é uma espécie de rude!” ela ri. Será que ele não gosta? “Eu nunca pedi, mas quando eu faço ouvi-lo por algum motivo ele é meio estranho para mim.”

 

 

 

 

Elle Fanning para a Whats Up Hollywood

01bfsa-robertpattinson-ellefanningVocê tem o privilégio de conhecer pessoas famosas. Você já teve um momento emocionante ou ter amigos que ficaram com ciúmes de você? Às vezes, eles definitivamente são como, ‘Oh, meu Deus! “E eu me lembro durante crepúsculo, quando a minha irmã estava fazendo, eles estavam enlouquecendo com Robert Pattinson!” Então você definitivamente se assim às vezes. Como sobre Justin Bieber? Eu nunca o conheci, mas sim, eu acho … Eu acho que Robert Pattinson, Taylor Lautner, essas são as duas caras que meninas na escola que eu conheci ter gostado. Então esses são os dois únicos que já assustou sobre.”

 

 

 

Fonte | Tradução: Barbara Juliany