O Robert Pattinson Brasil é um site sem fins lucrativos criado em 2008 de fãs para fãs, e que reúne diversos conteúdos sobre o ator e sua carreira. Todo conteúdo aqui disponibilizado foi desenvolvido pela nossa equipe, portanto, ao fazer uso de algum de nossos materiais, por favor, credite. Viu alguma coisa sua por aqui e quer seus créditos? Entre em contato com a gente! Desde já, obrigado pela sua visita, aproveite nosso conteúdo e volte sempre!



Dia: 18 de junho de 2013

O site Spunk Ransom perguntou diretamente à autora do filme “The Bad Mother’s Hanbook”, se o personagem de Robert, o Daniel Gale, seria destaque na sequência do filme, o “Bad Mother’s United”. Ela respondeu de volta pelo Twitter. Leia a seguir a tradução:

@volewriter O personagem Daniel Gale estará na sequência do filme?! RT @volewriter (Bad Mother’s United é a sequência de “The Bad Mother’s Handbook”).

@spunk_ransom @twilighttreader3 Ele com certeza estará na sequência! O Daniel Gale é o personagem principal do filme “Bad Mother’s United”. Eu adorei escrever a última cena do filme.

@volewriter Muito obrigada por ter respondido! Se você não se importar em responder outra… Você imaginou o Rob enquanto estava escrevendo o “Bad Mother’s United”? – Kristin.

@spunk_ransom Sim, eu imaginei. Porque enquanto escrevia eu já estava sujeita a um personagem que já tinha vida própria na internet, e também existia esse senso que lhe é próprio, desde a versão aduzida pelo Rob, à faceta desenhada pelos seus fãs. Por isso, o personagem Daniel no filme “Bad Mother’s United” tinha que ser do Robert Pattinson.

@volewriter Posso dizer que o personagem de Daniel foi baseado em alguém que eu conhecia (mas com quem nunca namorei). Uma pessoa muito meiga, mas nerd.

@volewriter @spunk_ransom Mas nada comparado ao Rob. Eu pensei: o homem que me baseei para o personagem de Daniel Gale não tem ideia de que serviu de inspiração para compô-lo, e muito provavelmente morreria ao saber!

Alguns fãs de Robert Pattinson têm constantemente questionado se eu tive muitas chances de encontrá-lo quando ele estava trabalhando no filme TBMH (“The Bad Mother’s Handbook”). Bem, eu não estive muito no set de filmagens – apenas três dias, mas eu estive presente quando o elenco se reuniu para a leitura do roteiro na sessão de instrução elenco na “ITV” e antes mesmo das filmagens terem começado. Eu até gostaria de ter visto mais, mas eu tinha alguns compromissos com meus alunos e duas crianças pequenas para cuidar, sem mencionar a chuvas que acabaram nos pregando uma peça daquelas.

No entanto, me lembro de tê-los visto no filme na cena em que a Charlotte fala com Daniel sobre estar grávida, enquanto os atores estavam sentados em um banco do jardim. Durante a cena estava chuviscando baixo, o Rob e a Holliday se viram obrigados a se abrigarem entre as tomadas de gravação, sob um grande guarda-chuva de golfe preto. Eu mesma fiquei com pena deles! As gotas de água pingavam na jaqueta de veludo de Rob e seus óculos ficavam embaçados. Holliday parecia estar morrendo, quase que congelando. Mas, não obstante, continuaram as filmagens e fizeram um grande trabalho.

Ao final das gravações, quando estávamos no estúdio, eu dividi um café com o Robert e lhe perguntei sobre como ele conseguiu adentrar tão bem no gênero dramático. Ainda mais por ter apenas 19 anos; ele inclusive já tinha atuado em um dos filmes de Harry Potter, e enquanto estávamos filmando em Huddersfield, o canal BBC estava exibindo o “The Haunted Airman”, no qual ele interpretou o papel principal. Rob me disse que ele começou a ter gosto por atuar quando ainda estava na escola, o que, claro, fazia muito pouco tempo para ele.

Mas o incidente de que melhor me recordo é de quando o elenco se reunira para uma reunião, e que teve foi no porão de uma igreja em Londres. Este foi o lugar onde os atores começaram a questionar o roteirista sobre as motivações e origens dos seus personagens. Holliday estava perguntando sobre como interpretar a Charlotte, e quais os elementos definidores dela. Assim, desde que eu li um discurso do personagem Daniel (Rob Pattinson), onde ele está tentando transmitir para Charlotte o quanto ela é uma pessoa forte e independente. Ele pergunta a ela se ela já havia fumado alguma vez, e ela responde que não, e passa a dar uma explicação densa sobre o porquê dela odiar cigarros. Ela diz que quando ofereceram a ela pela primeira vez, ela friamente pesou os prós e os contras e tomou a decisão que a até então ela firma por cumprir. Daniel ficou muito feliz com a resposta, porque, segundo ele, a maioria das pessoas quer se encaixar a qualquer custo, enquanto que a Charlotte conseguia se manter autêntica.

De qualquer forma, logo após eu ler este trecho, o diretor chamou para dar uma pausa nas gravações. Rob olhou para mim e disse, ‘Bem, eu vou lá fora’. Ele balançou as sobrancelhas para mim. “Vou dar uma saída para fumar.” E isso me fez rir quando me lembrei da maneira seca que ele disse isso.

Fonte 1 | Fonte 2 | Tradução: Carol Almeida

O filme Mission Blacklist está na lista dos longa metragens garantidos para receber dinheiro no estado da Califórnia.

Este é o quinto ano em que o Estado tem disponibilizado fundos sob um programa que se iniciou em 2009. Nem todos os listados a seguir vão realmente conseguir dinheiro – vale ressaltar que por vezes alguns simplesmente não prosperam, ou mudam para outro estado, e outros muitos projetos de TV são renovações que estão pendentes. Há uma lista de espera de projetos que serão movidos para cima na ordem da lista, e assim se qualificarão para o financiamento.

Fonte | Tradução: Carol Almeida

Durante a divulgação de O Homem de Aço, o ator Henry Cavill comentou novamente sobre Crepúsculo. Leia a seguir:

#MTVFirst: Henry Cavill sobre Rob Pattinson de Crepúsculo: “Quando se trata de não ter esse papel é muitas vezes preto ou branco, sendo que havia alguém melhor para ele”.

Depois de seu trabalho em “Stardust” ele ganhou uma base de fãs e eles queriam papéis de destaque para ele, como o Cedrico Diggory, personagem da série “Harry Potter” que acabou indo para Robert Pattinson. E o papel icônico de Pattinson, Edward Cullen, nos filmes de “Crepúsculo”. (Já era sabido que a autora Stephenie Meyer o achava perfeito para o brilhante sugador de sangue, mas ele era muito velho para interpretar o papel no momento em que a adaptação do primeiro livro entrou em produção).


Fonte
| Tradução: Denise Simino