Confira à seguir o scan e a entrevista que Robert Pattinson concedeu à revista Grazia da Espanha, onde ele falou sobre o trabalho com o diretor da campanha da Dior, Romain Gravas, sobre suas lembranças da adolescência e revelou sentir falta do cheiro da chuva de Londres.

Robert Pattinson & Dior Homme

Sinopse: Intitulado ‘Mil Vidas’, é um curta sobre dois amantes em fuga em busca da liberdade.

É verdade que você sugeriu o diretor Romain Gavras?
Eu queria trabalhar com ele já tem um tempo, mas ele me ignorava (risos). Até que eu disse à ele que queria que ele filmasse um anúncio para Dior. Eu estava um pouco obcecado por ele… ele tem uma linguagem visual muito diferente de qualquer outro.

Todo trabalho anterior dele tem suscitado em alguma controvérsia…
Ele se diverte com essas opiniões. Dizem que seus filmes possuem uma violência sem sentido ou sem fim, mas não é o que o mundo é agora? Eu acho que a sua visão é muito atual e é por isso que eu queria trabalhar com ele. Romain é um verdadeiro subversivo e ele pode fazer qualquer coisa para ser relevante. Ele adora jogar uma bomba e ficar observando a reação das pessoas.

Você tem lembranças relacionadas com fragrâncias?
Meu pai sempre usava Brut de Fabergé. Na verdade, ele ainda guarda um frasco em algum lugar, e isso me faz lembrar dos meus primeiros anos de escola. Aos 12 anos, quando comecei a namorar, eu pensei que se eu usasse o perfume eu seria o melhor. Lembro-me de estar de férias em Portugal e pensando que, se eu usasse colônia, eu ia fazer sucesso e funcionou!

A que Londres (onde nasceu), Nova York (onde o anúncio foi filmado) e Paris (sede da Dior) cheiram?
O que eu mais sinto falta em Londres, além de minha família e dos meus amigos, é o cheiro da chuva. Heathrow e Gatwick estão rodeados por campos e quando que você passa por lá você pode sentir o cheiro da grama molhada. Nova York é completamente diferente. Para mim, seu cheiro é de comida, há muitas em todos os lugares. E Paris é um mundo diferente. Mais do que um perfume, eu a associo com algo mais visual. É pura energia. Eu adoro ficar perdido em suas ruas.

Fonte | Via | Tradução: Ana Paula Oliveira