Em recente entrevista para a revista canadense Real Style, a atriz Sarah Gadon, que contracenou junto a Robert Pattinson em Cosmópolis, mencionou sobre o ator e como lidava com o assédio das fãs dele. Leia a seguir a tradução dos trechos do artigo:

Página 30: Se o aclamado papel de Sarah como a esposa de Fassbender como Carl Jung ganhou a atenção da indústria, seu segundo papel de Cronenberg como a esposa de Robert Pattinson em Cosmópolis lhe rendeu status de estrela em ascensão. Ter feito uma segunda parceria com Cronenberg significa que ela se juntou ao rank de próximos com a ajuda de Mortensen, Jeremy Irons e Vicent Cassel, ela se tornou foco da curiosidade dos Twihards quando se aproximou de Pattinson nas telonas.

“Mantive minha distância, sabendo que seria uma folga”, disse Sarah sobre trabalhar ao lado de Pattinson cuja base de fãs de Crepúsculo é comparável ao Beatle-mania ou Bieber Fever. “Caitlin, a filha de David, recebeu mais foco pois estava tuitando muitas fotos do set, e as pessoas especulavam sobre seu relacionamento e proximidade. Acho que ter mantido esta distância os fez pensar, “Não encontraremos nada com esta! Vamos focar naquela outra!” É terrível que isto aconteça também. É terrível por ele porque levo meu trabalho tão a sério, obviamente, assim como ele. É como se você nunca pudesse comprometer a integridade de seu trabalho fazendo algo… ao menos eu nunca poderia. Fico entediada desta forma.”

Página 34: Tendo Jake Gyllenhaal como seu terceiro esposo nas telonas depois de Fassbender e Pattinson não é tão ruim, eu brinquei.

“Apenas aceito atores ricos e famosos como meus esposos,” riu Sarah. Apesar que se enroscar em Fassbender, Pattinson e Gyllenhaal seria definitivamente muito bom para a maioria das pessoas, estes status de galãs parecem ser irrelevantes para Sarah. De fato, ela parece mais animada por seus co-stars por se unirem a ela em seu reino do que qualquer outra coisa. Quando sugeri que o trabalho de Pattinson com Cronenberg a ajudou a mudar o nível da carreira dele de galã adolescente para um ator genuíno, Sarah concordou. “Sim”, ela disse com um sorriso. “Agora ele irá trabalhar com Werner Herzog.”

Via | Tradução: Roberta Neves