Mais uma vez, a atriz Sarah Gadon falou sobre o seu trabalho junto a Robert Pattinson no filme Cosmópolis em entrevista para a revista Real Style Magazine. Leia a seguir o texto traduzido:

Se o papel de Sarah como esposa de Carl Jung Fassbender foi aclamado pela crítica e chamou a atenção da indústria, o segundo como a esposa de Robert Pattinson em Cosmópolis de Cronenberg cimentou o seu status de estrela em ascensão, a colaboração no filme de Cronenberg não significava apenas estar no círculo íntimo do diretor junto com Mortensen, Jeremy Irons e Vincent Cassel, mas que também se tornaria o foco de curiosidade das Twihards por causa de Pattinson.

“Eu mantive minha distância, sabendo que poderia haver uma reação”, diz Sarah sobre trabalhar com Pattinson e a reação das fãs. “Caitlin, filha de David, foi a que recebeu uma reação mais negativa das fãs, pois estava twittando um monte de fotos do set, e as pessoas estavam especulando sobre sua relação e proximidade. Também mantive uma certa distância que as fizeram pensar ‘Nós não vamos encontrar nada! Vamos apostar tudo na que está twittando! ‘Isso é terrível. É ruim para ele, porque eu levo meu trabalho a sério, e, obviamente, ele também. Isso é como se a sua integridade e a do seu trabalho não pudesse ser mantida … mas pelo menos não aconteceu nada. De qualquer jeito fique chateada.”

(…)

Tendo Jake Gyllenhaal como seu marido nas telas depois de Fassbender e Pattinson ela brinca. “Só aceito atores lindos e ricos como meu marido“, diz Sarah.

Quando eu sugiro que o trabalho de Cronenberg com Pattinson o ajudou a mudar o curso de sua carreira para além de um ator galã adolescente ela concorda: “Sim“, ela diz com um sorriso. “Agora, ele vai trabalhar com Werner Herzog.

Via | Tradução: Denise Simino