Robert Pattinson em entrevista para o site alemão WirtschaftsWoche fala sobre Cosmopolis, Crepúsculo e de como investe seu dinheiro. Confira a seguir um trecho do artigo traduzido e aqui o leia na íntegra:

Mas você tem fundos financeiros suficientes disponíveis para investimentos. Quais princípios você segue?
Eu não tenho nenhum, porque não sou muito bom em gastar dinheiro ou investi-lo. Eu simplesmente não tenho ideia. Tá certo, eu gastei dinheiro com uma casa, mas eu dificilmente a uso porque viajo muito.

Bens imóveis ainda são um investimento razoável.
Sim, mas eu acho que não. Todo o mundo financeiro não faz sentido pra mim. Somente quando tudo dá errado. Porque as categorias deles são absolutamente absurdas, é baseado somente em ilusões. Por que o Facebook deveria de repente valer mais de $100 bilhões?

Apropriadamente, você está agora interpretando um gênio das finanças em seu novo filmes, “Cosmopolis”. Você estava ciente da relevância dessa história?
Todos que veem o filme, dizem que ele lida com a queda do capitalismo. Mas quando o filmamos ninguém pensou nisso. Para nós, o filme era sobre o abuso de poder em geral. O protagonista não necessariamente tinha de ser um tubarão das finanças. Mas apropriadamente suficiente, o movimento “Ocupe Wall Street” começou bem naquela época. E as cenas do filme que mostram os revoltosos parecem uma reflexão dos eventos.

Você tentaria se juntar ao movimento da ocupação já que você não tem uma grande opinião sobre o mundo financeiro?
Absolutamente. Entretanto, as pessoas diriam que eu seria hipócrita se fizesse isso. Embora eu concorde com muitos dos princípios desse movimento. Desde que trabalhei nesse filme, me tornei mais sensível a isso, mais atento.