O site Yahoo publicou um artigo comentando sobre como Robert Pattinson pode vir a ser levado a sério após ter feito Cosmopolis e comparando sua carreira com ícones do cinema recente, que um dia começaram como ídolos teens, como por exemplo Tom Cruise. Leiam a seguir:

David Cronenberg levantou muitas sobrancelhas durante a sua carreira devido às suas representações do estranho, esquisito e macabro. No entanto o cineasta canadense levantou as sobrancelhas de fãs de filmes em todos os lugares mesmo antes de filmar um pedaço de “Cosmopolis” colocando no elenco principal Robert Pattinson. Pattinson certamente ganhou a audiência jovem com seu status de ídolo adolescente com as series de “Crepúsculo”, mas isso parece representar a ele outra coisa que vai mais além em um trabalho mais “sério”.

Isso obviamente já foi feito antes, com vários atores sendo sucesso como ícones adolescentes antes de entrar em uma carreira mais distinta. É difícil apontar para a criança de Brat Pack nos anos 80, especialmente caras como Emilio Estevez, Andrew McCarthy, Rob Lowe e Tom Cruise a uma certa extensão, porque eles estavam todos em projetos que eram mais sérios do que “Crepúsculo”. No entanto, a comparação de alguma forma continua: Todos esses atores gostaram de se encontrar nas páginas da Tiger Beat antes de ir a uma carreira de sucesso e se tornarem diretores e atores.

O mesmo pode ser dito sobre Mark e Donnie Wahlberg e até Justin Timberlake, todos que tiveram que mexer seus status de ídolo adolescente antes de serem levados a sério. Pattinson obviamente não pegou o caminho da música como esses três, mas a trajetória de carreira é similar. Acreditem ou não, existiu um tempo em que não sabíamos direito se iríamos gostar Marky Mark ou dos membros de N’Sync. Voltando a 2012 e os dois foram indicados com filmes para o Oscar.

Outros afirmaram um sucesso similar depois de inicialmente ter uma fase de ídolo adolescente. Leonardo DiCaprio sacudiu as coisas em “Romeo + Juliet” e “Titanic” para se tornar um dos melhors atores de sua geração. Joseph Gordon-Levitt certamente não é só aquela criança de “Third Rock From the Sun” mais, nem John Cusack é o mesmo adolescente envergonhado de “Say Anything” e “Better Off Dead.” Até Will Smith era o Fresh Prince antes de ele ser considerado digno o suficiente para estrelar em filmes dirigidos por nomes como Michael Mann.

A diferença da maioria desses caras era que eles estavam mostrando coisas estrelando em um material melhor do que “Crepúsculo”, então talvez exista esperança para Pattinson. Fazer algo com Cronenberg certamente dará a ele alguma credibilidade e o próprio diretor não é um estranho para ter escolhas erradas de elenco. Depois de tudo, esse é o diretor que colocou no elenco estrelas pornôs Marilyn Chambers (“Rabid”) e Debbie Harry (“Videodrome”) em papéis substanciais e as puxou. Pattinson só precisa do papel certo para ganhar uma nova audiência e talvez vamos olhar para “Cosmopolis” como o ponto de mudança do jovem ator.

Fonte | Tradução: Desirée