Robert Pattinson concedeu uma interessante entrevista para a revista espanhola Pantalla. Nela, o ator comenta sobre seu futuro e do receio que ele sente ao saber que os filmes da saga Crepúsculo estão chegando ao fim, sobre a perseguição dos paparazzis, de fãs e de Amanhecer.

006 x Scans > Internacionais > Revistas Internacionais 2011 > Novembro 2011 – Pantalla (Espanha)

Robert Pattinson sofre as consequências da fama. Depois de alcançar o sucesso absoluto com a saga Crepúsculo, seu rastro é tão prolongado que o impede de encontrar novos projetos. É a última entrevista de um longo dia e Pattinson não esconde seu cansaço. “Estou a ponto de desmaiar”, brinca enquanto desmorona em um sofá. Sua exorbitada fama, desde que se transformou em um vampiro sexy, se tornaria sufocante para qualquer um. Mas se deve a esse personagem que volta as telonas com o quarto filme da Saga: Amanhecer (Parte 1), que estreia em 18 de novembro. Para o quinto e último filme, terá que esperar mais 1 ano, mesmo que a filmagem tenha finalizado. Por isso, Robert Pattinson enfrenta o vazio que se extende diante dele agora que a saga que o fez famoso chega no seu fim. Ainda que tenha dois filmes pendentes de estreia, Bel Ami e Cosmopolis, o ator não tem planos nem projetos confirmados. “Ficar um tempo respirando não era minha intenção, mas …”, disse rindo, consciente de que é raro que uma estrela de seu calibre esteja sem trabalho. Há quem diga que Hollywood não sabe que fazer com ele depois de espremer seu sangue vampírico. Mas, nos seus 25 anos, Pattinson não parece preocupado e fala com cordialidade o redemoinho em que se transformou sua vida. Continue lendo …