Em entrevista para a Gala Magazine, da Alemanha, Robert fala um pouco sobre a dificuldade de manter a sua vida privada, os julgamentos que recebe e sobre as memórias que os perfumes trazem.


x Inicio > Scans > Internacionais > 2013 > Agosto 2013 – Gala (Alemanha)

Ator Robert Pattinson comenta sobre perfumes e a sedução que acontece entre homens e mulheres

Recentemente surgiram fotos de Robert Pattinson com a bela modelo Camille Rowe. Em algumas eles aparecem se beijando, em outras pernas nuas encostam na banheira que ele está sentado. Ok, essas cenas fazem parte da nova campanha da “Dior Homme“, mas você percebe: os dois se deram muito bem. Nós conversamos com o novo Mr. Dior sobre as mulheres, a sua propensão para a liberdade e o que é ser um homem.

Q: Agora você não é só um ator, mas também um modelo. Como você se sente neste momento da sua vida?

A: Bom, eu tenho 27 anos e, pela primeira vez na minha vida, eu não me sinto mais como uma criança e os outros também não me tratam como uma. É estranho, se sentir como um adulto. As pessoas me tratam de forma diferente. Para muitas pessoas da minha idade, os últimos dez anos foram como uma espécie de transição, e alguns ainda estão tentando descobrir o que eles querem fazer com a sua vida. Pelo menos essa parte eu já descobri!

Q: O que exatamente você quer dizer?

A: Agora eu estou tentando escrever um roteiro, junto com um amigo meu. Gosto de comparar as minhas notas com a dos outros, se debruçarem sobre um script. E eu adoro discutir!

Q: Ultimamente você tem sido mencionado como alguém que aprecia viver sob as próprias regras. Isso é algo que você deseja para si mesmo?

A: Com certeza! Ser bem sucedido faz você desconfiar… você gasta muito tempo escondendo a sua vida privada. Sempre que eu encontro pessoas que não dão a mínima para o que os outros pensam deles, eu fico fascinado instantaneamente.

Q: Então, você ama a liberdade…

A: Sim. Quanto mais conhecido eu fico, mais a minha privacidade se restringe. E cada vez mais rápido eu acho alguém para me julgar. Eles confundem o papel que você está interpretando com o personagem com quem querem se identificar. Quando eu filmei “The Rover” na Austrália, eu não tinha todos os dentes, estava constantemente sujo, mas eu não me importava. Eu estava correndo sem camisa o tempo todo e fazendo coisas que eu não faria normalmente.

Q: O que masculinidade significa para você?

R: A imagem bem delimitada de masculinidade mudou muito nos últimos anos, e realmente não funciona mais. Estes são tempos estranhos para ser um homem… Eu costumava ter uma abordagem muito pragmática, mas a masculinidade hoje significa tantas coisas diferentes. Especialmente no mundo dos homens envolvidos com as artes, tem que ser tudo de uma vez: puro e selvagem, um dominador e sedutor!

Q: Os homens têm uma ideia diferente das mulheres de hoje também?

A: Eu só não entendo porque tantos caras se sentem ameaçados por mulheres fortes. Eu sempre me senti à vontade com mulheres em volta. Eu cresci com duas irmãs mais velhas e uma mãe muito dominadora.

Q: As memórias estão muitas vezes ligadas a perfumes. Você tem alguma?

A: Quando eu tinha 12 anos, estava de férias e começando a me interessar por meninas. Pensei que iria ajudar se eu usasse perfume, que talvez eu parecesse mais velho e maduro. Eu costumava tomar um banho com eles e me sentia tão adulto! Água-de-colônia e gel de cabelo eram os meus melhores amigos no verão.

Q: E hoje?

A: Eu ainda amo perfumes, especialmente 0 cheiro individual das pessoas. A coisa do feromônio é realmente louca. Somos inconscientemente atraídos para as pessoas por causa de um determinado cheiro.

Q: Você usa perfume para se sentir melhor ou para seduzir?

A: Veja, agora que eu estou nessa coisa de adulto penso assim: se alguém aplica um aroma agradável à noite é porque quer algo. Pelo menos é assim que funciona comigo!

Tradução: Denise Simino