Robert Pattinson foi entrevistado pelo jornal The Sunday Times durante a estadia do ator em Berlim para a premiere mundial de Bel Ami. Na publicação, Robert fala como foi interpretar Edward Cullen por tanto tempo, de como Georges Duroy é, de como se vê na indústria cinematográfica e muito mais!

Ele parece inseguro para onde ir depois, explicando que, sem um personagem na tela definível, “Ninguém vai dizer, ‘Me escolha Pattinson’. Eu sempre acho que os melhores roteiros foram escritos com as pessoas em mente, mas eu realmente não sei quem eu sou ainda em termos de cinema, e eu não fiz trabalhos suficientes para ter uma audiência querendo algo. É ainda, ‘Oh, é o cara de Crepúsculo tentando fazer outra coisa.’ Estou muito consciente de como eu acho que as pessoas acreditariam em mim, o que deixa minha empresária louca”. Onde é que ele traça a linha? “Eu recusei o papel de um fuzileiro naval, porque eu não quero ir para a marinha, ‘Isto é uma desgraça.’ ” Seu riso parece que desta vez ecoa. “Quero fazer algo onde eu tenho uma arma, posso correr um pouco.”

Leia a entrevista na íntegra aqui!