O site Spunk Ransom teve uma oportunidade única de entrevistar o produtor/diretor do filme Lembranças estreado por Robert Pattinson durante o lançamento de seu primeiro romance, o livro Refuge. Nick Osborne mencionou o ator durante a entrevista. Leia o artigo na íntegra com detalhes sobre o livro aqui e a seguir o trecho, no qual, menciona Robert.

Como é a nossa última pergunta, queremos saber como os fãs de Rob Pattinson podem vir a ler este livro, alguns deles podem não perceber que você era o produtor do filme “Lembranças”. Você acha que haveria certo apelo aos fãs de “Lembranças” em relação a este livro? Você pode tirar alguma semelhança?
Quando li pela primeira vez o roteiro do filme “Lembranças”, o que mais me impressionou não foi apenas a intensidade da história de amor dos personagens, mas também a sensação de que estamos de fato neste mundo por uma brevidade tão ínfima que é melhor fazermos as coisas que queremos e amar àqueles que queremos. O personagem Charlie (do livro) é bem diferente do Tyler (Robert Pattinson), pois Tyler ficou amargurado desde que seu irmão mais velho morrera, já o Charlie lida com a perda de sua mãe de uma maneira mais positiva, menos amargurada. Mas mesmo assim, os dois acabam lidando com problema em comum: com a Ally e com a Noor, esses personagens encontram o amor que, além de pertencerem à mundos distintos, mas ajudam a lidar com essa busca em descobrirem o porquê de tudo isso que sofrem. Eu sempre gostei muito de dramas, mas com o humor seria ainda melhor. Eu acho que tanto em “Lembranças” como no romance, eu consegui mesclar isso. Não tenho a pretensão de ser um escritor tão bom quanto Will Fetters, em minha opinião, ele é simplesmente brilhante, mas eu espero que este romance cheguem até às pessoas de forma positiva, como eu me senti ao ler o roteiro de “Lembranças”. O que fará com que as pessoas passem a se questionar um pouco mais acerca de suas vidas e trajetórias.