Entrevistada no final de Fevereiro de 2012, a atriz Kristen Stewart mencionou Robert Pattinson em sua entrevista para a revista Elle US do mês de Junho. Veja abaixo a declaração de Kristen sobre o seu “namorado” ter feito o filme Bel Ami, e pouco mais sobre o primeiro filme da saga Crepúsculo, com Catherine Hardwicke.

“Oooh, Martin Amis.” Stewart arranca ‘Money’ da prateleira. “Meu exemplar acabou encharcado – meu banheiro estourou” E então, “Oh meu deus, meu fodido namorado acabou de fazer esse filme,” ela diz, se referindo a Robert Pattinson enquanto coloca de lado uma cópia de Bel Ami. “Os franceses estão em pé de guerra porque ele fez isso.

A atriz conheceu o ator britânico em 2007 durante os testes de química. Ela já estava no elenco de Crepúsculo, mas o papel de seu amor vampírico – o eterno jovem Edward Cullen – ainda estava disponível. A diretora Catherine Hardwicke dispensou outros 4 atores. “A cada duas horas, eu tinha um novo cara indo em minha casa,” Hardwicke relembra. “Rob e Kristen sentaram na mesa e fizeram a cena de biologia. Eu senti faíscas. Eu podia ver a atração. Kristen era bem vocal – ela sabia que ela tinha uma forte conexão com Rob. E disse ‘Me de um dia para ver se isso passa para as telas.” Hardwicke ri. “Eu avisei ele. ‘Ela é menor de idade, nem pense nisso! É uma lei em nosso país!”

A vida pessoal de Stewart é uma zona de exclusão aérea. Ela é conhecida por abater inquéritos com um olhar mortal e com respostas vaporizantes. O que eles tem a dizer de qualquer maneira? É o que é. A ironia em conjurar toda a alquimia com Pattinson nas telas, há uma desconexão subjacente. Talvez sejam as lentes de contato marrons bizarras de Bella por trás dos olhos verdes de Stewart. (“É como se eu sempre estivesse de óculos escuros – sem alma. Você pode sentir suas pálpebras. Elas me arruinaram.”) Ou uma recusa subconsciente para desnudar sua vida pessoal para consumo público.

(…) Stewart bate as mãos no volante, as unhas curtas laqueada em vermelho-sangue. Em seu polegar há um anel colher de prata. “Todos os meus quatro irmãos e minha mãe e meu pai tem um desse,” ela diz. “Minha mãe os comprou para o natal.” E o anel dourado em seu dedo indicador? “Todos querem saber,” Stewart diz maliciosamente. Ela balança a cabeça. “Todos já sabem – é ridículo.” Por mais doloroso que seja ser publicamente empurrada e empurrada, quando é projetada em uma tela de 40 pés? “Laurence Olivier foi perguntado, ‘Atores, qual é o impulso? Por que?’ E ele disse, ‘Olhe para mim…’ Essa foi sua resposta. Mas ao mesmo tempo, é como, ‘Nããão, não olhe para mim. Olhe para uma versão que eu representar a você. Me deixe controlar isso.”

Fonte | Tradução: Desirré