O mês de Maio é o mês das competições dos filmes em grandes festivais, e um deles é Cannes, um dos festivais mais cobiçados por diretores e atores. Com a produção de Good Time sendo finalizada, os diretores Safdie concederam uma entrevista para  Les Cahiers du Cinéma na revista especial do Festival de Cannes e mencionaram um presente que Robert lhe daria caso o filme fosse para a competição, confira à seguir:

[…]
Q: Estamos a um mês do festival, o filme está completo?
Josh: Quase. Oneohtrix Point Never fizeram a música, e para o para o final eles queriam uma música que interagisse com o filme. Pedimos ao Iggy Pop, e ele canta uma música incrível ao estilo de Johnny Cash. Sabe como é que eu soube que estávamos em competição? Há seis meses atrás eu estava em Los Angeles, na casa do Robert Pattinson. Ele tem sanitário japonês que sopra ar quente. Eu nunca tinha experimentado tal coisa… Eu amei tanto que Robert me disse: ‘Se nós entrarmos em competição, vou te comprar um igual’. E fomos convidados fora da competição. Seis horas antes da conferência de imprensa, tivemos uma reunião para descobrir se estávamos realmente fora de competição, porque ao mesmo tempo fomos convidados para o Quinzaine, e Rob estava tentando entrar em contato comigo uma e outra vez, mas eu estava nesta reunião, e de repente ele me enviou uma mensagem de texto com uma foto do sanitário! Thierry Frémaux acabara de anunciar que estávamos em competição. Eu estava extremamente surpreendido! Foi extraordinário.
Q: O filme foi difícil de financiar, mesmo com uma estrela como Robert Pattinson?
Josh: Sim, foi muito duro. É um filme de gênero, mas não queríamos atores típicos desses filmes, queríamos pessoas em particular, queríamos que eles estivessem relacionados à vida real. Este é o filme em que passamos mais tempo. Dez meses para edição. Tivemos que re-gravar algumas cenas, adicionamos uma seção inteira com Jennifer Jason Leigh. Era o nosso maior orçamento, mas não tínhamos dinheiro suficiente.
Benny: E a filmagem foi difícil! No começo era uma filmagem de 26 dias, no fim nós filmamos por 33 ou 34 dias. Passamos longos dias no frio, é um filme noturno desde que o principal é um criminoso fugitivo. Depois, pegamos os melhores momentos, mas eles estão enterrados sob tanto esforço, trabalho e dificuldades! Além disso, meu filho nasceu duas semanas antes do início das filmagens, filmávamos 16 horas por dia, e quando eu ia para casa trocava fraldas… Eu mal dormia. Foi um período muito intenso e acho que você pode senti-lo na tela.
[…]
Q: Este é o primeiro filme em que trabalham com uma estrela.
Josh: Pattinson é inglês, e os atores à sua volta vêm do mundo do filme. Ele passou cinco meses trabalhando no seu personagem. Ele não tem a experiência desta vida, escrevi-lhe uma biografia desde o dia em que ele [o personagem] nasceu até os primeiros minutos do filme. Nós queríamos filmar nas ruas, mas em qualquer lugar que fossemos, as pessoas queriam tirar uma foto dele. Então, desenvolvemos a aparência do seu personagem e assim ninguém o reconheceria. Mas ele é tão profissional! Ele nunca se queixa. Foi ele que nos contactou. Ele viu uma fotografia de “Mad Love in New York” na Internet, ele pediu para ver o filme, ele viu e nos disse: ‘Qualquer coisa que vocês queiram que eu faça, eu vou fazer’. ‘
Q: É a história de dois irmãos. O filme é sobre fraternidade? Você foi uma inspiração para Robert Pattinson?
Josh: Ele às vezes me perguntava como eu é que eu faria uma ou outra cena. O personagem quer, desesperadamente, se conectar com o seu irmão que está impossibilitado de se conectar, e ele quer fazê-lo como se estivessem conectados. Então é muito diferente da minha relação com o meu irmão: Temos uma conexão muito forte!
Benny: Tornou-se um filme sobre fraternidade, percebemos isso quando estávamos editando. Veio naturalmente porque somos irmãos, e o Ronnie [Rob] é como um terceiro irmão. É a história de um homem que tenta salvar o seu irmão, e que está disposto a fazer tudo, incluindo negar os seus princípios. É uma história universal, e nós tentamos trabalhar nisso com emoção e coração. Se o público conseguir sentir o poder desta ligação entre os dois irmãos, a aposta será ganha.
[…]
Fonte | Tradução: Equipe Pattinson Daily