O site G1 publicou um artigo informando que o filme Amanhecer – Parte 1 agradou aos fãs brasileiros por ter sido considerado o mais fiel ao livro.

Priscilla Ponce, 30, gerente de eventos, acompanha as aventuras dos vampiros desde o início. Para ela, “Amanhecer” foi o primeiro filme que correspondeu às expectativas. “Achei os outros três bem fracos e pouco fiéis ao livro. A escritora tem um texto emocionante, intenso. Creio que finalmente eles acertaram a mão.”

O grande trunfo da série, que arrebatou públicos distintos no Brasil, sem recorte de idade, na visão de Karina Kamogawo, 40, gerente de vendas, é a mistura de romance e ficção. “É uma história de amor envolvente. O público adolescente projeta sonhos através do enredo. Já para nós, mais maduros, remete àquilo que gostaríamos de ter vivido durante a nossa juventude.”

Acompanhar a série, para os espectadores adultos, é espécie com encantamento similar ao provocado por novelas. Embora não tenham vergonha de se assumirem fãs dos livros e filmes, Carolina e Karina consideram tal apreço com leveza, como o lado cafona que todo mundo tem. “É leve, emocionante e prende pela questão da continuidade. Não escondo de ninguém, mas encaro como minha versão brega”, brinca Carolina. Continue lendo …