Robert Pattinson concedeu uma entrevista para a revista britânica GQ e comentou como se sentiu ao saber que tem um trecho de uma música dedicado a ele (Tinie Tempah“Hitz”) sobre o pior seu corte de cabelo, das cenas de sexo que fez no longa-metragem Cosmopolis, da marca Gucci e muito mais! Vale a pena conferir essa interessante entrevista clicando aqui.

Em poucos momentos de reunião Robert Pattinson, GQ.com aprende uma lição valiosa: você simplesmente não pode competir com os fãs de Crepúsculo. Tendo anteriormente expressado sua admiração por Martin Amis em uma entrevista, foi decidido que deveríamos presentear o galã morto-vivo favorito de todos com uma cópia do novo romance de Amis, Lionel Asbo. Infelizmente uma mente literária, devotada a Edward Cullen superou o nosso presente. “Eu ganhei a primeira edição autografada de Money de um fã de Crepúsculo ontem em Lisboa”, revela Pattinson. “Ela estava tentando me dizer que ela encontrou em Massachusetts enquanto estávamos cercados por todas aquelas pessoas gritando.” Pattinson protagoniza o filme Cosmópolis de David Cronenberg impressionante, novo e estranho, esta semana, que o mostra como um bilionário saciando seus desejos carnais, financeiros e intelectuais dirigidos pela cidade na parte de trás de uma limusine em busca de um corte de cabelo. Após algumas preliminares (quando presenteado com a última edição da GQ ele grita “Andrew está vestindo meu terno!“), Ele fala sobre seu momento de glória hip-hop, o pior corte de cabelo que ele já teve e o que ele aprendeu ao trabalhar com Frida Giannini na Gucci …

Seu personagem tem dois elevadores em seu apartamento enorme, um dos quais tem como som ambiente hip-hop. Qual rapper que você tem em seu elevador?
Definitivamente Ol ‘Dirty Bastard. O filme biográfico parece incrível! Esse cara Michael K Williams, – Eu estava obcecado com The Wire for Ages. O cara que está dirigindo – Joaquín Baca-Asay, que é diretor de fotografia de James Gray – é incrível. Todos os seus filmes são incríveis.

Como você se sentiu quando Tinie Tempah citou você no Chase & Status “Hitz”?
O quê? [Encantado, desnorteado] Eu não ouvi. Eu continuo a ouvir todo mundo falando sobre ele, mas por algum motivo eu nunca ouço rap britânico. Eu não sei por quê.