Durante a promoção de Cosmopolis, em Berlim, Robert deu entrevista falando sobre o longa, dinheiro e claro, fãs. Ele descreveu como foi incrível essa experiência, a maior em sua carreira, citando a cena com Paul Giamatti uma das mais extensas do longa. Sobre dinheiro diz que é necessário, mas, é mais importante quando se é mais velho e conta ainda que suas fãs de Crepúsculo, foram influenciadas a lerem as obras de Don DeLillo sendo muito novas, achando hilário. Acompanhe essa entrevista traduzida por nossa equipe a seguir.


001 x Premieres > 2012 > Cosmopolis em Berlim > Tapete Vermelho (Fãs)

É quinta-feira 31 maio, em Berlim, e, depois de ter visto ‘Cosmopolis’ em uma exibição para a imprensa na parte da manhã, eu estou conhecendo Robert Pattinson para uma entrevista na parte da tarde.

Eles nos colocou em um quarto escuro, mas aconchegante no piso térreo de um fascinante hotel de Berlim. Robert está vestido com uma camiseta casual preta e jeans, sentado em frente a janela e tomando um pouco de coca-cola. Ou coca-cola diet. Eu não perguntei. Ele também está mastigando um palito o tempo todo, já que ele disse que está tentando parar de fumar.

Deixe-me apenas dizer como ele foi amável, descontraído e muito acessível. Ele estava rindo muito e parecia estar feliz por estar promovendo o filme.

Vamos falar sobre Cosmopolis. Nas cenas na limusine, a câmera parece estar sempre muito perto de você e focado no seu rosto. Isso foi difícil?
É estranho porque mesmo eles tendo cortado a limusine no meio, ela ainda tinha o mesmo tamanho de um limo normal. E a câmera estava em um guindaste e, literalmente, muito perto de meu rosto. Ela era movida por um controle remoto, como um robô. E não havia mais ninguém no carro, o que era estranho. Você começa a ter uma relação completamente nova com a câmera. É como se você estivesse mais ou menos consciente e ao mesmo tempo confuso. Leia mais…