Robert Pattinson deu uma entrevista recentemente à Style Magazine da Itália, onde ele brinca e admite que não tem nada em especial em “morar em hotéis e viajar pelo mundo”. No entanto, ele criou uma nova identidade masculina. Hoje na véspera de um importante teste para ele: seu novo filme Água para Elefantes: Ele é o protagonista do filme melodramático, gravado em um circo, inspirado no Best-Seller de Sara Gruen. Confira à seguir um trecho da entrevista:

A propósito: o que lhe trouxe de Londres para Hollywood?
Rob: Difíceis perspectivas de trabalho. Eu não tinha grandes experiências como ator, e tinha feito alguns ensaios de modelo, então veio o cinema. Em Vanity Fair eu era filho de Reese, e nesse ultimo filme eu sou seu amante.

Nós sabemos muito sobre a sua vida. Como um homem e um ator, como você descreveria você mesmo?
Rob: Meu pai Richard vendeu carros por anos, minha mãe trabalhou como agente no show business. Eu comecei atuar quase por acaso na escola e eu tocava em uma banda. Nunca pedi muitos calçados e roupas, eu nunca fui muito sociável, e nunca vou ser. Eu lia muito, e ainda leio, meus escritores favoritos são russos, Dostoiesvski, Nabokov.  Eles tiram sarro de mim no set porque estou sempre lendo algo. Ultimamente eu estou lendo novamente livros do meu escritor inglês favorito, Martin Amis. Seus livros são relatos extraordinários da vida contemporânea e da psicologia.

Para ler a entrevista completa, clique aqui, e para ver os scans da revista que trás a entrevista acima, você pode ver clicando aqui.