Como um ganhador de vários prêmios Laurence Olivier, o diretor britânico Declan Donnellan está acostumado ao estranho golpe de teatro, aquele momento em que os eventos no palco dão uma reviravolta espantosa. Mas com o que aconteceu no tapete vermelho em Berlim para Bel Ami, sua estréia no cinema, Donnellan pensou mesmo que ele tinha perdido o enredo.

“Houve um momento em que eu pensei que tinha enlouquecido”, diz Donnellan, que estava em Glasgow, no mês passado, para a estreia de Bel Ami no festival de cinema com o co-diretor do filme, o designer de teatro Nick Ormerod. “Eu estava convencido de que ouvi algumas pessoas gritarem ‘Nick’, ‘Declan’. Eu achei que isto era realmente patético, você ficou louco. Mas olhamos em volta e havia um grupo de cerca de seis pessoas que tinham fotos nossas tiradas no set, retiradas da internet. Estávamos tão agradecidos “, diz ele, rindo. “Nós jogamos eles no rosto de Rob.”

É possível ver uma certa ironia em Pattinson, um jovem ator muito conhecido até aqui por sua boa aparência, interpretando um personagem que tem pouco a oferecer além de sua beleza. Donnellan diz que não é nada disso. “Eu já trabalhei com atores de 35 anos e alguns muito, muito bons. Rob é incrivelmente talentoso. Ele não é Georges Duroy.”

Clique aqui para ler mais sobre o que o diretor disse sobre Rob e Bel Ami.