Em entrevista exclusiva para o About, o diretor David Cronenberg fala da escolha por Robert Pattinson para Cosmópolis, de como a química entre eles foi importante para o desenvolvimento do projeto e muito mais!

Escolher Robert Pattinson para o elenco, não era como dois lados de uma espada, era? Você tinha as fãs de Crepúsculo ansiosos para dar suporte a ele não importando o que ele escolheria fazer e então você tinha as pessoas que desmereciam ele porque ele “era o cara de Crepúsculo.”
“Sim. De uma maneira estranha, por um lado eu estava completamente consciente desses elementos e é claro que quando você vai fazer um filme independente que é relativamente caro, você tem que escolher um personagem que é bem carismático e que pode carregar o peso e que tem que mostrar qualidade, porque você estará olhando para ele. Ele está literalmente em todas as cenas do filme e isso é bem diferente. Quero dizer, até mesmo nos filmes do Tom Cruise, Tom não está em todas as cenas do filme – mas Rob está. Então ele tem que lidar com isso. Mas ao mesmo tempo, você quer esquecer os filme, sabe? Você quer esquecer os filmes dele e meus filmes porque estamos criando uma coisa completamente nova e você não sabe como a audiência vai aceitar. Você pode antecipar, pode pensar, mas na verdade não sabe. Então ultimamente quando se está fazendo um filme você diz, ‘ok, estou aqui com esses atores. Eles são ótimos atores, eu escolhi eles porque estou morrendo de medo e eles irão trazer ótimas coisas para o roteiro,’ e então nesse ponto você está fazendo um filme e não está pensando.” Continue lendo …