Durante a promoção de Cosmópolis nos Estados Unidos, parte do elenco e o diretor David Cronenberg concederam várias entrevistas, onde sempre falavam de Robert Pattinson. Leia a seguir a tradução de uma compilação dos trechos mais importantes desses entrevistas do ator Paul Giamatti e do diretor:

Dada a atmosfera pesada de Nova York do filme, é uma surpresa que Cronenberg tenha escolhido o ator britânico Robert Pattinson para o papel principal. Pattison é mais conhecido, é claro, pelas exigências relativamente leves dos filmes “Crepúsculo”, que revelam pouco do material pesado, interno e intelectual que “Cosmopolis” exige. Após declarar que “fazer o elenco é uma arte: não há livro de regras para orientá-lo”, Cronenberg explica que ele assistiu alguns trabalhos de Pattinson não sendo “Crepúsculo”, especialmente “Poucas Cinzas’, no qual ele interpretou o jovem Salvador Dalí, e sentiu que tinha encontrado o seu homem. Ainda assim, ele admite que haja, em todos esses assuntos, um salto de fé.

“É somente intuir que ele pode fazer o papel”, diz ele. “Porque você está pedindo a ele para fazer coisas que ele não tenha feito antes. Mas eu estava convencido no momento em que eu tinha feito todo o meu trabalho de que ele era o cara certo. Eu sabia que ele era bom, e ele me surpreendeu com o quão bom ele era.” Leia mais …