O diretor David Cronenberg, recentemente concedeu uma entrevista de 5 minutos ao Film3sixty e comentou sobre o enredo de Cosmopolis, dando opiniões sobre determinandos trechos do longa e falando também da reações das fãs de Robert Pattinson ao assistir esse  novo filme do ator.

Cosmopolis mostra uma crise financeira global e um motim anti-capitalista em Nova York – o movimento Ocupem Wall Street influenciou o filme?
David: Bem, ele não influenciou o filme, porque nós realmente nos prendemos ao script. Na realidade, o que Don DeLillo escreveu foi presciente e clarividente, e o mundo esta se aproximando disso. Por isso, não alterou o que fizemos, mas não pude deixar de notar isso. Paul Giamatti, por exemplo, me mandou uma mensagem dizendo: “Eu não posso acreditar, eu acabei de ver Rupert Murdoch levar uma torta na cara dele!” E nós acabamos de filmar a cena em que Robert leva uma torta na cara dele! Nós só estávamos pensando “Uau, isso é estranho!”. Foi estranho filmar as cenas sobre tumultos anti-capitalistas nas ruas de Nova York e depois ler sobre o movimento Ocupem Wall Street.

Qual a sua opinião sobre Ocupem Wall Street vir depois?
É interessante, e eu só pensei nisso após o fato, mas realmente não há anti-capitalistas neste filme. Na verdade, isso tem sido observado, e eu acho que é muito preciso, que o movimento Ocupem Wall Street não seja anti-capitalista. Eles realmente querem um pouco da ação. Eles estão dizendo: “Nós queremos ser parte do que 1%. Devemos ser parte do sonho capitalista.” Portanto, não é como se eles fossem comunistas ou socialistas e querem derrubar os capitalistas. Eles realmente querem ser capitalistas. Então, [o movimento Ocupem Wall Street] é um pouco estranho, não é o que você pensa. Com Benno (personagem de Paul Giamatti), que ama o capitalismo, ele ama a investir e a queixa que ele tem é que ele foi deixado para trás por Eric Packer (Robert Pattinson). 

Confira essa entrevista completa clicando aqui.