Com o lançamento do DVD de Cosmópolis nos Estados Unidos chegando, o diretor David Cronenberg, em mais uma entrevista, comentou sobre como foi trabalhar com Robert Pattinson e como o ator sempre o surpreende. Leia a seguir o artigo traduzido:

“Ele simplesmente diria para você agora ‘eu não tinha ideia do que eu estava fazendo, em nenhum momento’, e ele estaria sendo sincero com isso”, disse o diretor veterano sobre a desempenho de Rob. “Eu acredito que ele realmente não percebeu ainda o quão bom era sua atuação… Ele estava surpreendendo a si mesmo, mas ele estava surpreendendo a mim com sua imprecisão. Estava tudo indo bem. Quero dizer, no final de contas, apenas filmamos um ‘take’(tomada). Honestamente, a última cena, a última tomada foi com o Rob e o Paul [Giamatti]—em um único “take”. Foi uma cena muito extensa, longa. Ademais, muito intensa, emocional e sutil. Uma única tomada para os dois, e foi uma cena muito boa… Em verdade, nós já havíamos terminado as filmagens há cerca de 5 dias antes do previsto, e isso se deveu muito ao trabalho do Rob.”.

É claro que quando David Cronenberg fez o teste com o Rob, ele teve que se desvencilhar de toda bagagem trazida por ele em “Crepúsculo”, “Você muitas vezes tem que considerar o que chamamos de bagagem para um ator, e tem que decidir se é ou não um problema. Eu odeio ter que agir assim porque eu sei que eu estarei com um ator, às 3hrs da manhã, filmando pelas ruas de Toronto, e nada disso mais será relevante. Nós somos apenas duas pessoas que estão tentando fazer um filme. Então, as atuações anteriores, ou mesmo sua fama, ou a falta desta, ou qualquer outro fator que seja, passa a ser irrelevante. O que é relevante é apenas o que podemos fazer de forma criativa um para com o outro.”. Continue lendo …