Cosmópolis segue a todo vapor nos cinemas americanos e a imprensa local continua publicando suas críticas referentes ao filme e a atuação de Robert Pattinson como Eric Packer. Leia a seguir, trechos de artigos comentando sobre a atuação do ator:

A angústia total de Giamatti no final quase rouba a cena de Pattinson. Mas o astro nunca perde o controle. Eu nunca teria imaginado a partir dos filmes de Crepúsculo que ele seria capaz de um desempenho tão inteligente, desesperado, e honesto; em sua melhor forma, ele me lembrou o personagem de James Spader em sexo, mentiras e videotape, um bastardo convencido que intelectualiza seu egoísmo em falsa -filosofia. Se Pattinson for indicado para prêmios por Cosmópolis, o motivo deve ser a cena em que Eric mantém uma conversa de alta fluência enquanto enfrenta o exame de próstata o mais longo na história, uma invasão do traseiro de um idiota. Mas há uma pessoa de verdade por baixo da superfície exterior de Eric, e quando ele finalmente racha – em um intercâmbio surpreendentemente suave com um rapper (Boy Gouchy) lamentando por seu herói morto e sua própria mortalidade, a dor do personagem parece real e verdadeira. Continue lendo…