O jornal O Globo lançou em sua página digital uma crítica de Água para Elefantes dizendo que Robert Pattinson prova que existe vida depois de ‘Crepúsculo’.

Aliás, Hollywood está de olho no potencial do ator britânico de 24 anos, que vem aproveitando o assédio dos estúdios para se dar ao luxo de buscar por papéis que possam tirar dele o estigma de galã teen.

Agora, Robert Pattinson quer investir em papéis mais ousados. Depois que a primeira parte de “Amanhecer”, último capítulo da saga “Crepúsculo” chegar aos cinemas dia 18 de novembro, o ator aparecerá nas telas em mais um drama de época, “Bel Ami”. No filme, baseado no romance do escritor francês Guy de Maupassant, ele interpretará Georges Duroy, um jovem que seduz mulheres ricas para conquistar espaço na sociedade parisiense.

Mas a grande chance do ator garantir seu “reposicionamento artístico” em Hollywood será como o protagonista de “Cosmopolis”, do aclamado cineasta cult David Cronenberg, baseado no romance de Don Delillo. Com estreia prevista para o ano que vem, o filme acompanha um jovem multimilionário em uma odisseia de 24 horas por Manhattan.

Leia o artigo na íntegra aqui.