VOCÊ ESTÁ EM:

6
out
2014
Trilha sonora de The Rover está em pré-venda no iTunes

Lakeshore Records está animado para lançar a trilha sonora de The Rover que está em pré-venda no  iTunes, a venda oficial começa nesta terça-feira! O álbum conta com uma trilha sonora original pelo premiado compositor Antony Partos, com música adicional por Sam Petty. Antony Partos trabalhou anteriormente com o diretor David Michôd em Animal Kingdom. Escute abaixo a trilha sonora do filme:

Para adquirir a trilha sonora em pré-venda clique aqui


2
out
2014
Novo ator é adicionado ao elenco de Idol’s Eye

Idol’s Eye, novo filme de Olivier Assayas, que já conta conta com Robert Pattinson, Robert De NiroRachel Weisz, contará também com Jim Cantafio que interpretará Jackie ‘The Lackey’ Cerone . O filme tem início de gravações para 20 de Outubro até 23 de Dezembro em Toronto e Pattinson está listado indicando o nome de seu personagem que será John Mendell. Veja abaixo o que já foi dito sobre o filme:

Grandes notícias neste projeto de Cannes, onde o diretor Olivier Assayas lançou seu mais recente filme, Clouds of Sils Maria. Seu próximo trabalho Idol´s Eye, é um filme baseado em meu artigo para a Playboy chamado “Boosting the Big Tuna” de abril de 2007. A história é sobre uns assaltantes que invadem a casa do antigo Chefão de Chicago, Tony Accardo. Robert Pattinson vai interpretar o líder dos assaltantes, que foi baseado em John Mendell , um freelance ” juice man” ou “wire man”, capaz de desarmar os alarmes mais sofisticados, mas também o proprietário de uma oficina mecânica e estava desesperado para ” legalizá-la”.

De Niro vai interpretar Accardo, que chefiou a máfia de Chicago por cinco décadas. Apesar do fato dele não ser um nome conhecido, eu diria que Accardo foi a figura mais importante do crime organizado da América no século XX. Ele não apenas influenciou a política na Windy City como também foi responsável pela corrupção do movimento sindical (por exemplo, caminhoneiros e trabalhadores ), e provavelmente foi quem mais fez para construir a Las Vegas Strip do que qualquer outra pessoa (principalmente com fundos de pensão da Teamster). Ele aparece com destaque no meu jogo : “Assassination Theater”. No momento do roubo, ele se tornou praticamente um patrimônio de Chicago – extraordinariamente acessível para os vizinhos no seu bairro de classe rica, cortês para a elite do poder, com quem de vez em quando trocava favores, mas ainda era assustadoramente duro e impiedoso com qualquer um que cruzasse seu caminho no mundo do crime, como Mendell finalmente pode constatar. Será fascinante ver o desempenho de De Niro.

Uma nota engraçada: a rivalidade entre Accardo e Mendell é centrada no roubo de numa loja de penhores de alto padrão. De alguma forma, a acentuação das palavras em Cannes, “peão ” se transformou em “pornô. ” Espero que a realidade aqui não decepcione.

 


1
out
2014
Robert Pattinson será diretor e estrela de The Childhood of a Leader

Robert Pattinson irá dirigir The Childhood of a Leader com início de filmagens para maio de 2015, na França. O cronograma de produção do filme foi adiado várias vezes devido à agenda de Robert, pois quer um tempo para se preparar para o projeto que ele vai dirigir e estrelar. Veja o que o roteirista Brady Corbet já disse sobre o filme:  

 

“É sobre uma família americana que tem de ir para a França para a Conferência de Paz de Paris”, diz Corbet. “Mas realmente é um conto sombrio de este menino até atingir a maioridade durante um período muito difícil na história política do mundo.”
Corbet está ciente de que para muitos pode parecer algo de que a venda será difícil: “Eu estou tentando encontrar novas formas e encantador para falar sobre o assunto, que não o tornam tão seco e muito formal, mas é quase um filme de suspense. Sim, é um filme estranho. Eu acho. Eu sempre fui apaixonado por tudo o que parece difícil. “
Isso não parece corresponder muito, porém, o conto de Jean Paul Sartre, “The Childhood of a Leader” contida no “The Wall”, que poderia ser o romance que inspirou o filme:
A história do livro é mais forte do que o último, o que é mais de um curto romance ou novela.

 

Fonte | Tradução: Barbara Juliany


1
out
2014
A Saga Crepúsculo estará de volta com novos episódios no Facebook!
17:20

Ontem a noite foi divulgada uma noticia de parar o coração de qualquer twilighter: o anúncio do The Storytellers — New Creative Voices of ‘The Twilight Saga (em tradução literal ‘Os Contadores de História – Novas Vozes Criativas da Saga Crepúsculo’), que serão divulgados para os fãs em 5 curtas a serem postados no Facebook. Entenda mais no artigo abaixo do Entertainmnt Weekly.

Bem quando você pensou A Saga Crepúsculo acabou, ela está de volta com sua nova pele brilhante.

Dois anos após o lançamento de ‘Amanhecer Parte 2′, a Lions Gate anunciou nesta terça-feira que está fazendo parceria com o Facebook para financiar cinco curtas-metragens que serão baseados em personagens de Crepúsculo, segundo o The New York Times. Um grupo de palestrantes do sexo feminino vai escolher entre cinco aspirantes a diretoras para dirigir os filmes, intitulado The Storytellers — New Creative Voices of The Twilight Saga, que vai estrear exclusivamente na rede social no próximo ano.

Os jurados, segundo o The Times, incluem Bella, Kristen Stewart; a autora da A Saga Crepúsculo, Stephenie Meyer; Kate Winslet; Octavia Spencer; Julie Bowen; a diretora de Crepúsculo, Catherine Hardwicke; Cathy Schulman, produtor; e co-diretor de – Uma Aventura Congelante, Jennifer Lee. No entanto, nenhum dos filmes vai contar com o elenco original.

Em entrevista ao The Times, o vice-presidente Lions Gate, Michael Burns, disse que este é apenas o começo da relação do estúdio com o Facebook.

“Este é a apenas o começo, um modelo, se você quiser”, acrescentou Burns. “Você provavelmente pode adivinhar o que pode estar por vir.”

O que exatamente isso significa que ele não disse, mas ele não deu nenhuma razão para excluir a possibilidade da rede social eventualmente distribuir seus próprios filmes de longa-metragem. A notícia veio apenas um dia depois da The Weinstein Company anunciar o lançamento, igualmente não convencional, da sequencia de O Tigre E o Dragão, que será lançado nos cinemas IMAX e na Netflix simultaneamente.

O projeto é apoiado pelo Women in Film, que visa incentivar as diretoras mulheres. O projeto vem logo depois de que um relativo estudo foi divulgado onde as mulheres ainda são muito mal representados em Hollywood, tanto em papéis de atuação e quanto por trás das lentes.

O artigo original, do The Times, dá outros detalhes:

[...]

Os mini-filmes, financiados pela Lions Gate e seus parceiros de produção, serão exibido exclusivamente no Facebook no ano que vem.

“Achamos que o Facebook é uma ótima maneira de introduzir o mundo de ‘Crepúsculo’ para uma totalmente nova audiência, enquanto re-energizar os fãs existentes”, Michael Burns, vice-presidente da Lions Gate, disse em uma entrevista.

[...]

Em um comunicado, Meyer disse nada específico sobre o retorno de “Crepúsculo”, mas sim focada no vão de gêneros de Hollywood. “A voz feminina é algo que tem se tornado cada vez mais importante para mim, enquanto eu trabalhei na indústria do cinema”, disse ela.


30
set
2014
‘Mapas para as Estrelas’ nas mídias brasileiras
14:14

A nova parceria de Robert Pattinson com o diretor canadense David Cronenberg, ‘Mapas para as Estrelas’, foi exibido no Festival do Rio e houveram algumas repercussões e críticas nas mídias brasileiras. Leia abaixo alguns trechos e toda a matéria nos links de origem!

Adoro Cinema:
O próprio título já é uma dica e tanto sobre o filme: trata-se de uma referência ao local onde os astros residem em Hollywood ou, ainda, um meio de chegar até eles. O grupo de personagens apresentado por Cronenberg não é formado propriamente por astros – o mais próximo disto é um garoto de 13 anos (Evan Bird) que estrela uma série de TV de relativo sucesso -, mas principalmente por pessoas que estão dispostas a se tornar celebridades. Entre eles estão um chofer que tenta se tornar ator (Robert Pattinson), uma atriz de meia idade desesperada por um papel que lhe dê visibilidade (Julianne Moore) e uma jovem com várias queimaduras que está escrevendo um roteiro (Mia Wasikowska). A grande sacada do diretor é mostrar a luta pela ascensão deste trio com um olho na obsessão cada vez maior existente nos dias atuais em ser famoso e o outro analisando de forma sarcástica a própria Hollywood – ou ao menos uma de suas vertentes, a que está repleta de picaretagem e vulgaridade.

Diário Cinema:
O longa é uma crítica à atual sociedade viciada em astros e obcecada pela fama, mesmo que por cinco minutos. Acompanha a família Weiss, que tem pseudo-astros problemáticos e polêmicos. A direção é de David Cronenberg, que dirigiu Cosmopólis, filme em que Robert Pattinson atuou.

Inclusive o ator também está no elenco de Maps to the Stars, deixando pra trás as histórias envolvendo vampiros. O elenco também tem Mia Wasikowska, Olivia Williams, Sarah Gadon, Ari Cohen, Carrie Fisher, Joe Pingue, Niamh Wilson, Jonathan Watton, Evan Bird e Kiara Glasco.

Sidneyrezende:
No entanto, quem realmente se destaca, ao ponto de ter chances reais de concorrer ao Oscar, é Julianne Moore (Havana Segrand), que está dando shows de interpretação em todas as cenas. A atriz se entregou à personagem de corpo e alma, literalmente, despindo-se de toda vaidade e pudor para dar vida a uma profissional em franca decadência, vulgar e de aparência horrorosa.

“Mapas Para as Estrelas” é interessante, sobretudo para quem não conhece o lado obscuro da indústria cinematográfica. Vale a pena assisti-lo!


29
set
2014
Vídeo legendado: Robert nos bastidores de gravação de The Rover

No DVD e Blu-ray de The Rover dos Estados Unidos contém alguns vídeos dos bastidores de gravação, onde podemos ver David Michôd falando sobre como conheceu Robert e também o ator falando sobre a experiência de trabalhar com o grupo Blue-Tongue. Confira o vídeo legendado:

 


29
set
2014
David Cronenberg fala sobre Robert no NYFF 2014

No último sábado, o filme Mapa para as Estrelas esteve no NYFF 2014, onde Robert não esteve presente. David Cronenberg compareceu, e falou sobre sua experiência com Robert nos seus dois filmes consecutivos com o ator. Confira abaixo o que Cronenberg disse:

 

David Cronenberg é diretor do melodrama familiar Hollywood “Mapa para as Estrelas” que é marcado pelo seu segundo filme consecutivo com a estrela de Crepúsculo, Robert Pattinson depois de Cosmopolis em 2012.

Embora muitos ainda vejam Pattinson como o vampiro galã Edward Cullen, Cronenberg disse ao The Hollywood Reporter que ele poderia facilmente olhar o passado.

“Não tenho nenhum problema ignorando isso”, disse o diretor sobre Crepúsculo e o passado de Pattinson. “É claro que eu assisti o primeiro filme de Crepúsculo só para ver como ele era e ter uma idéia de sua presença na tela e assim por diante e assim por diante … no momento em que você está no set, são apenas dois de você fazendo filmes. Você se esquece de seus próprios filmes também.”

Em declarações ao THR no ultimo sábado no NYFF 2014 que Mapa para as Estrelas esteve, Cronenberg explicou que ele queria trabalhar com Pattinson (que não estava presente no evento de Nova York) neste filme, não só porque o diretor pensa nele como “um ator maravilhoso “e que” tinha um bom tempo em Cosmopolis “, mas também porque ele forneceu a oportunidade para Pattinson para participar do tipo de filme de conjunto que ele disse para Cronenberg que ele queria fazer.

“Ele me disse que ele estava com medo de Cosmopolis, porque ele não queria realmente fazer um filme em que ele era o líder e tinha o filme inteiro em seus ombros”, explicou o diretor. “E é claro que nesse filme ele está em quase todas as cenas. Ele disse: ‘Um dia eu adoraria fazer uma peça de conjunto, onde há um monte de bons atores e [ele é] apenas um deles.”

Quando Cronenberg estava montando Mapa para as Estrelas, ele pensou em sua estrela de Cosmopolis.

Fonte | Tradução: Barbara Juliany


Página 2 de 79112345678...203040...Última »