Jessie (@remembermefilm) nos trás mais um incrível artigo sobre a produção “Remember Me” (Lembranças).  Desta vez podemos ler mais sobre todo a tragédia e drama que faz o filme ser inesperado e um sucesso. Abaixo um trecho, e clicando aqui você lê este artigo completo.

De um certo modo, a história de Tyler é uma história emoldurada por nossas próprias histórias pessoais. O que eu quis dizer? Bom, no sentido mais amplo, o arco de Tyler é sua jornada de lutar e lidar com sua perda, lentamente voltar à vida, para a aceitação e perdão. É uma história com todo o conteúdo já nela. Mas então o que ninguém nunca pensou acontece. Em um ponto onde, como Allen Coulter diz, “ele é liberado de suas batalhas”, e chega num lugar sereno, Tyler é assassinado. É muita má sorte, ou destino.

(…) Alguns de nós retornam, como eu mencionei em algum lugar, porque, como Tyler no começo de sua jornada, nós não podemos aceitar o inaceitável. De um jeito estranho, Tyler é nosso professor, nos mostrando que mesmo com seu jeito desajeitado, doloroso e confuso, ele conseguiu. E se Tyler fez isso serenamente, nós podemos também. Nós somos levados de volta ao filme de novo e de novo, não para apenas vê-lo vivo novamente, mas também para aprender que se Tyler, com todos seus defeitos, pode alcançar a tranquilidade, então talvez, com todos os nossos defeitos, nós podemos também.