O ator Erik Odom, colega de trabalho de Robert Pattinson e Kristen Stewart na saga Crepúsculo, assegurou que o ator e a atriz são a razão do sucesso da saga Crepúsculo. Leia a seguir o artigo traduzido por nossa equipe:

E ninguém pode negar que os jovens, independentemente do tempo que ficarem juntos como casal, já formam uma das relações mais emblemáticas da história do cinema. E não só pelo poder de convocação interpretando os papéis de Bella e Edward, como também para quem tem analisado profundamente o fenômeno da saga vampírica, que asseguram que sem Pattinson e Stewart não teria sido possível reproduzir à tela o sucesso que teve a saga literária.

Por certo, tanto eles devem à franquia, como a franquia deve a eles que sem a devida química teria sido impossível o sucesso. Agora o que muitos se perguntam é se esse sucesso poderia ser transportado a outra história longe da saga Crepuscular.

Erik Odom assegura que o casal de atores é um “ícone”, inclusive sem o cinema já que o sucesso do filme se deve a sua “composição química”. Na opinião do ator, o romance dos jovens, provavelmente inclusive, ofuscou o sucesso da franquia que os fez famosos e confessou que eles eram “doces juntos”, durante a filmagem.

Odom, que interpretava o papel do vampiro Peter em “A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 2” que se estreou em novembro passado, afirmou em uma entrevista, que apesar de serem grandes estrelas, tanto Robert Pattinson como Kristen Stewart se comportavam com absoluta normalidade. “Ao conhecê-los, me surpreendi de tão simples que eram. Era doce vê-los juntos no set”, comentou o ator.

Além disso, elogiou a jovem atriz: “Só falando com eles, é que você se dava conta de como é inteligente Kristen para a jovem que é. Tem a mente de um diretor. Não me surpreenderia vê-la, com o decorrer dos anos, fazendo a transição para seus próprios filmes porque ela tem uma voz forte no set” e concluiu: “Kristen tinha uma visão clara de onde queria levar a Bella e para ali a levou. Pode ser visto na Parte 2? quando ela se transforma em vampira”.

Fonte | Tradução: Déia Almeida